segunda-feira, 18 de julho de 2016

SOU FELIZ... ASSIM....



SOU  FELIZ...  ASSIM.... 

1 - Sou Feliz... viajando, no Outono 
e conhecendo novos lugares 

2 - Sou Feliz... fotografando 
e, neste caso, ganhando prémios!



3 - Sou Feliz... criando "desafios" a mim mesma!

Desafios que podem ser: 

 - participar na 3ª edição de "Poetas Nossos Munícipes" 

- construir fotobooks com fotos de minha autoria. 

Já tinha participado na 2ª edição de 

"Poetas Nossos Munícipes", em 2009. 

Mas, nesse ano tinha entrado para um novo trabalho e não me sentia "à vontade" para pedir para faltar 1 dia, quando foi a cerimónia do lançamento do livro 

- imaginado eu, que passaria despercebida no meio de tantos participantes. Puro engano!

Não é que uma das minhas poesias foi escolhida 

para ser lida, por um dos jurados, 
pois no meio de tantas, destacou-se...
e, fez correr algumas lágrimas.

E, destacou-se, porquê? Digo eu... 
porque eu não sei escrever sem "sentir" 
- tudo que escrevo é quase uma autobiografia 
e as emoções estão ali, à flor da pele. 

Este ano, só soube da 3ª edição, dois dias antes de terminar o prazo de entrega dos trabalhos. 

Pensei: Tenho que participar! 

Pois, eu não sou muito de... 
Ah, era giro participar, mas...
Ah, é uma ideia, mas... 

Graças a Deus, sou muito decidida!

E, se assim pensei, melhor o fiz. Isolei-me do Mundo, fiquei no meu canto, comecei a escrever e algo saiu. 





No início de 2015 decidi que havia de fazer 

alguns fotobooks para recordação das minhas viagens 
e assim o fiz.

Fiz vários e ofereci alguns! Foi um sucesso.

O meu afilhado tinha ido a Paris e, logo pensou: 
O meu álbum das fotos de Paris 
podia ser feito pela minha madrinha, porque não? 

Enviou-me as suas fotos da viagem...e, tudo parecia fácil.

Só que... a empresa onde tinha feito os outros 
tinha fechado e...

Lá andei um pouco perdida, à procura de outras empresas, mas...tudo muda de empresa para empresa. 
São formatos diferentes e, comecei do nada. 
Tudo novo para mim. 

Mais um desafio! 
Só que, pensei: Vou fazer dois diferentes, um para ele e outro para mim, já agora estou curiosa de ver como fica...

E, em Março passado pus mão à obra!

Aqui estão imagens do dele, 
com uma foto de Paris, na capa!

e, do meu... 
totalmente diferente, na capa, no formato, enfim...

 





o mais importante é que ele adorou 

e eu fiquei orgulhosa do meu trabalho...

Mas, nem sempre a Vida é fácil... 

às vezes vou-me abaixo, como o comum dos mortais!

 Aconteceu que, em Janeiro procurei a pessoa responsável pela parte cultural da Biblioteca da Moita 
e, propus fazer uma exposição, 
para mostrar algumas das milhares de fotos que tenho 
e, escolhi o tema: "Gente do Mundo" 

Seria diferente! 
Aproveitando o facto de eu ter oportunidade de ver outras culturas e outras gentes, das inúmeras viagens que já fiz. Mas... fiquei-me só pela conversa e promessa. 

Não concretizei a minha proposta. 

Perco a energia, pois todos nós precisamos de ser incentivados e, depois acarinhados, acompanhados...
é isso que falta na minha vida. 

Vivo mesmo muito SÓ.




Esta seria uma das fotos para a exposição, 
foi captada no Outono passado, em Friburgo. 

Gosto de estar em contacto com outras pessoas, meter conversa com elas e apreciar o seu modo de vida.




e, termino com dois pensamentos: 

SIM, é verdade - não adianta ter só vontade, 
porque depois não tive a coragem...

E, este pensamento é para aquelas pessoas 
que me dizem, muitas vezes. 
És forte, tens uma força...! 

Pois... mas esta "Força" que falam, 
não provém da capacidade física, 
mas SIM de uma vontade indomável.



sábado, 4 de junho de 2016

ACONTECEU.... ARTE XÁVEGA



Aconteceu... 

a minha primeira vez vendo e captando imagens numa praia da Costa da Caparica, devido à boa vontade de uma amiga que, me acompanhou e me levou aonde eu tanto queria... ao fim de dois ou três anos esperando este momento. 

A ti, Maria, muito obrigada.

A Arte Xávega é uma tradição que, de ano para ano, se vai perdendo em algumas praias no país, de que é exemplo a Nazaré onde se fazem recriações destinadas aos turistas. 

Assim que pisei o areal foi esta a imagem que vi, 

centenas de gaivotas não nos abandonaram durante duas horas.





Não podia pedir melhor final de dia!

Inicialmente umas nuvens negras fizeram pensar que nem pôr-do-sol iríamos ter

Engano... estes tons do céu e do mar azuis, mostram a sorte que tive.

Para ajudar, maré baixa e fazem-se belas imagens!





Neste caso foi o "Neptuno" que me proporcionou uma tarde maravilhosa.

Enquanto o barco não chegava 

os trabalhadores esperavam, olhando o MAR ... 




Eu ia captando imagens, esperando o barco! 

De repente, vejo alguém praticando um desporto engraçado. 




A xávega é uma pesca artesanal feita com rede de cerco e o seu equipamento é composto dum longo cabo com flutuadores, tendo na sua metade de comprimento um saco de rede em forma cónica (xalavar). 

Antigamente a recolha era feita com a ajuda de juntas de bois e força braçal, actualmente por tracção mecânica, dois tractores.

O xalavar é colocado no mar, longe da costa por uma embarcação, que vai desenrolando a metade do cabo, ficando uma das pontas do mesmo amarrada a um dos dois tractores intervenientes. 

Os pescadores efectuam o cerco aos cardumes de peixe em alto mar e retornam à praia desenrolando a outra metade do cabo para a sua extremidade ser enrolada ao segundo tractor.





A xávega termina com a chegada a terra e abertura do xalavar 
(saco de rede de forma cónica) que contém a pescaria.

Este tipo de pesca era praticado em várias praias ao longo da costa portuguesa, persistindo em algumas, como a Praia de Mira, Praia da Vieira, Praia do Pedrógão, Praia da Saúde e da Fonte da Telha na Costa da Caparica. 

A recolha do xalavar por tracção animal e força braçal, termina aproximadamente na década de 70 na Costa da Caparica. 

Actualmente em Portugal a xávega é efectuada por meios mecânicos.

A palavra xávega provém do étimo árabe xábaka, que significa rede. 

A denominação xávega era usada pelos pescadores do sul de Portugal. 

No litoral centro e norte praticava-se um tipo de pesca idêntico mas com muitas diferenças, ou seja: os barcos, diferentes na forma (crescente de lua) e no tamanho, também de fundo chato e com as suas proas bastante mais elevadas para melhor suportarem o ímpeto das ondas, tinham uma capacidade de carga muitíssimo maior do que os barcos do sul.




Ainda vi o "Neptuno" regressar ao Mar, mas já não esperei a sua chegada! 

O Sol brindou-nos com belos momentos 

... escureceu e regressei a casa, 

feliz por ter tido esta oportunidade... 



sábado, 7 de maio de 2016

COMPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA



Neste sábado de Inverno, estava combinada uma aula prática do curso de fotografia, no Jardim da Cidade do Barreiro... 
só que... era impossível lá estar com a chuva que teimava em cair. 

Depois de ter acordado mais cedo que o habitual para a aula, 
não queria de todo, perder a manhã 
e dei a sugestão de irmos para a Estação de comboios do Barreiro (já desactivada) e assim aconteceu... 

Sempre achei que esta estação tem a sua beleza e podemos fazer lindas imagens lá dentro. 

O "exif" desta primeira foto é:

tempo de exposição - 1/125 seg 

abertura F/9.6 

e o ISO 80


Composição fotográfica
• A composição de imagem tem como objectivo alcançar um efeito emocional, passar um clima e quebrar a monotonia. 

• Compor não é só mostrar imagens bonitas mas sim fazer com que o espectador fixe a sua atenção nos pontos de interesse do assunto, esse interesse pode estar no primeiro plano, no meio ou atrás.


Anedota
• Uma vez um fotógrafo foi convidado para jantar em casa de um amigo. 
Durante a conversa, o fotógrafo começou a mostrar as suas imagens premiadas aos convidados. 
O seu amigo ficou bastante impressionado e disse:
“- Parabéns! Você tira fotos muito boas! 
Deve ter câmaras e lentes realmente boas."

O fotógrafo foi surpreendido pelo comentário, mas não pronunciou uma palavra. Após o jantar ter sido servido, ele agarrou a oportunidade e comentou:
“ - Você cozinha muito bem! Deve ter panelas muito boas!"

AH... como eu entendo tão bem esta anedota!!!



Principais regras de composição fotográfica

• Regra dos Terços 

Ora bem, o Formador quis ver se tinhamos entendido 

a aula de teoria de ontem,

 onde se falou de algumas das regras de composição fotográfica. 

Decidiu fazer uma aula prática, nesse sentido. 

As duas imagens seguintes são de minha autoria 

(bem como todas as outras, lógico...) 

mas, estas eram para dar o exemplo da regra dos terços 

e o Formador escolheu a segunda, depois de ter visto a primeira 

pediu-me que fizesse alteração no "Balanço de brancos", 

nota-se bem a diferença!!!





e, a chuva continuava a cair...






Composição fotográfica 

Enquadramentos em enquadramentos

• Os enquadramentos dentro de outros enquadramentos são um artifício frequentemente explorado em fotografia. 

Não só concentram a atenção do observador no motivo como muitas vezes sugere um contexto mais amplo em relação ao motivo. 

As cores poderão também fornecer pistas sobre a intenção do fotógrafo. 

De várias fotos que fiz sobre 

"Enquadramentos em enquadramentos" 

o Formador elogiou e escolheu a foto seguinte




Composição fotográfica - Composição simétrica

• Uma das estratégias oferecida por uma apresentação simétrica é a simplicidade dos elementos de um tema. 

Simetria e Padrões - O reflexo na água criou uma perfeita simetria na foto. 

Nesta foto entrei em desacordo com o Formador porque eu acho que é uma

simetria e ele diz que é um reflexo... 

(uma ou outra, a foto está lindíssima no meu ponto de vista... 

efeitos de estar a chover...) 

e assim se passaram duas horas em boa companhia e saudável convívio.



segunda-feira, 18 de abril de 2016

61 ANOS - 19 ABRIL PARABÉNS


Chegar aos 61 anos!

Hoje começo por agradecer a quem me trouxe ao Mundo - a minha querida Mãe, que tem sido o meu anjinho da guarda durante todos estes anos.
OBRIGADA MÃEZINHA.

Depois quero agradecer a mim mesma - eu amo a Ester!
Sim, assumo que sou uma pessoa esmerada, dedicada e tudo o mais que consta aqui... 




depois dou-me a conhecer 

e aqui estão muitas outras coisas que AMO:

eu amo Viajar - seja Paris, Londres, New York ou Las Vegas, 

já estive nestas 4 cidades e adorei...

eu amo fotografar

eu amo a natureza

eu amo o dia do meu aniversário

eu amo divertir-me e poder deitar-me tarde






eu amo bolo de chocolate (sem café)

eu amo bifinhos com cogumelos 

e também amo cachorros quentes



eu amo preparar a minha festa, 

desta vez, sabendo que algumas das convidadas são excelentes

 cozinheiras aluguei um espaço com uma enorme cozinha, 

onde elas podem dar largas à sua imaginação 

e fazer as receitas que quiserem... 

sei que vai haver diversas iguarias, 

onde não pode faltar comida vegetariana...




enquanto elas preparam a comida, eu vou relaxar 

num banho de imersão muito cheirosinho, 

mereço, não acham?

mas... depois irei surpreendê-las 

pois também pensei numa sala de SPA para todas nós 

- com lanternas marroquinas - digam lá que não tenho bom gosto?




no final da noite, terminamos neste salão enorme 

todas a confraternizar, junto a uma bela lareira 

no meio do salão - podemos ver um filme 





além do que vai ser confeccionado no momento, na enorme cozinha, 

já encomendei alguns pratos para todos os gostos 

não poderia faltar umas especialidades indianas, a minha perdição!





e, já agora porque não dizer que gosto de uns miminhos?

estes sabonetes de mel para acariciar a minha pele

e, preciso de um trolley e mala de senhora, 

escolhi estes modelos Channel... são apenas meras sugestões!




para terminar a noite, a mesa dos doces 

com o saboroso bolo de aniversário 

e todos cantarem os parabéns a você... 

estão convidados, apareçam! 

Faço muito gosto.