quinta-feira, 7 de maio de 2015

LA ARQUITECTURA PRERROMANICA ASTURIANA - UNESCO


Uno de los atractivos singulares de la iglesia de San Julián de los Prados 
en el conjunto de pinturas murales que decoraba toda la iglesia. 
Se trata de una decoración anicónica y geométrica, similar a la que debió cubrir 
las iglesias y palacios durante los siglos de la monarquía visigoda, 
recordando los concilios y la corte de Toledo.
La construcción de San Julián de los Prados fue declarado Bien de Interés Cultural 
en 1917 y Patrimonio de la Humanidad en 1998, 
pese a ello su estado de conservación no es el idóneo al estar situada en una 
de la vías con más tráfico de Asturias, 
la autovía Y que une los principales municipios del Principado.


Um pouco afastada do centro de Oviedo, fica esta pequena igreja, bastante antiga 
e interessante. Tivemos uma visita guiada ao seu interior, 
mas...logo com a proibição de fotos (o que me irrita solenemente).
San Julián de los Prados es la iglesia mejor conservada 
del Periodo Prerramirense del Arte Prerrománico Asturiano. 
En bable se llama San Tullán o Santullano. 
Realmente el templo está consagrado a dos mártires egipcios: San Julián y Santa Basilisa. 
Fue mandada construir por Alfonso II el Casto, bajo la dirección de su arquitecto, 
el maestro Tioda, a comienzos del siglo IX, entre los años 812 y 842. 
La iglesia está construida con sillarejos muy irregulares y sillares en las esquinas. 
Es de notables dimensiones - siendo la más grande de todas las de la 
arquitectura prerrománica asturiana- con una cuarentena de metros a lo largo 
y una treintena a lo ancho. 


Praças - Jardins - Rotundas por OVIEDO




Esta é uma das mais de 100 esculturas dispersas pela cidade.
Representa a mulher mexendo na panela, uma bela fabada asturiana!

O arquiteto espanhol Santiago Calatrava foi o responsável pelo design do 

“Centro de Convenções Princesa Letizia” em Oviedo. 


domingo, 12 de abril de 2015

PICOS DA EUROPA - FUENTE DÉ



Um novo ano... 2015
há muito que sonhava visitar os "Picos da Europa"
ouvia cada história que me assustava
mas, decidi...enfrentar o medo e aventurar-me na realização do meu sonho!

Há exemplos de pessoas que não deixam esse factor ser maior do que a vontade de conseguir o que desejam.
Tentar livrar-se do medo quando este é inevitável pode ser um grande bloqueio para o seu avanço. Ao invés de gastar as minhas energias e tempo nessa tentativa, decidi aceitar o meu medo. 
Levei-o no caminho para o meu sonho
fui no teleférico de olhos bem fechados
ouvia os comentários das pessoas que iam ao meu lado
aprendi a ser superior ao medo, tomei o controle das minhas emoções e decisões. Quando desci aqueles 800 e tal metros, já vim de olhos bem abertos.
Fiquei tão feliz por ter ultrapassado outro dos meus medos!!!



Os Picos de Europa são uma formação montanhosa na Cordilheira Cantábrica, ao norte da Espanha.

Esta formação calcária estende-se pelas Astúrias, Cantábria e Castela e Leão, destacando-se pelas suas altitudes, em muitos casos acima dos 2500 metros, pelo próximo que estão do mar Cantábrico, já que no seu ponto mais setentrional distanciam-se apenas 15 quilómetros da costa. 

Geograficamente, os Picos de Europa encontram-se na linha da Cordilheira Cantábrica sendo, no entanto, considerados como uma unidade independente desta, já que a sua formação aparenta ser mais recente. 
Os Picos de Europa dividem-se em três grandes maciços: O Ocidental ou Cornión, o Central ou dos Urrieles, e o Oriental ou de Ándara. 




Os Picos de Europa tem acidentes geográficos de grande interesse geológico e paisagístico, perfeito para quem é apaixonado pela fotografia de paisagem natural. 

Esta gigante formação calcária destaca-se pela beleza dos seus contrastes, com o verde da floresta a irromper pelas encostas brancas das majestosas paredes calcárias. 

Uma viagem às Astúrias e à Cantábria é bem mais do que uma imersão num inestimável património natural de que é ex-líbris a cordilheira dos Picos da Europa. 

Como ponto alto do passeio foi a subida de teleférico em Fuente Dé. 



domingo, 22 de março de 2015

XIV edição do TRIATLO INTERNACIONAL DE QUARTEIRA


Um post diferente de todos os que já fiz...

um género de reportagem de um evento desportivo, 

que tive oportunidade de acompanhar, ontem, na QUARTEIRA...

estas 5 imagens foram captadas do alto do 5º andar, 

a mais de 500 metros de distância; os atletas faziam treinos 

para as provas que tinham início sábado e terminam domingo!





Selecção Nacional na Quarteira

O dia que antecede a disputa da primeira prova, 

serviu para os atletas se familiarizarem e perceberem 
as abordagens técnicas dos percursos, 
para poderem marcar a diferença junto dos seus adversários. 

Depois do reconhecimento da bike,  
os atletas fizeram o reconhecimento do percurso 
no segmento de natação. 

A boa disposição era constante, 
embora as condições climatéricas não tenham sido as melhores.




na imagem acima, um treinador juntou os seus atletas 

e está a dar dicas para a prova, todos atentos aos seus conselhos; 

na imagem abaixo, mais uma vez reparo 

na falta de gosto destas organizações: 

várias pessoas queriam fotografar esta placa: 

LOULÉ cidade europeia do desporto 2015 

e, ouvi comentários sobre uma tenda da super bock, que foi colocada

 mesmo por trás da placa, que mau aspecto, francamente! 

Tendo a Quarteira um fundo lindíssimo de mar azul 

porque fazem tudo sem gosto, sem brio profissional...?




XIV edição do Triatlo Internacional de Quarteira, 

aquela que é considerada a Cidade Europeia do Desporto. 

Federação de Triatlo de Portugal escolheu o Dom José Beach Hotel 

para reunir os candidatos à prova, por isso, 

desde 5ª feira que era um corropio de bicicletas, no hall do hotel. 

Pessoas de vários países, em maior destaque alemães e franceses. 

Gente muito jovem trouxe alegria e movimento ao ambiente do hotel.


Restaurante "Boémio" com refeições a 5,50€ seja almoço ou jantar

 mantinha-se fechado...nos finais de Março, é inaceitável.




em frente ao hotel, tudo preparado para o início da prova, este sábado


domingo, 22 de fevereiro de 2015

TÚMULOS IMPERIAIS DA DINASTIA NGUYEN


Ando absorvida com o meu projecto principal de 2015
Passar para fotolivro algumas das milhares de fotos que tenho, das viagens 
que faço pelo Mundo...estou no 4º fotolivro, todo ele dedicado ao Vietnam.
Continuando o passeio, os Túmulos Reais vão-se sucedendo. 
Estes espaços pensados para servirem como a última morada dos imperadores 
da Dinastia Nguyen são simplesmente imponentes e esmagadores e demonstram todo o 
poder (em vida e na morte) e megalomania daqueles que reinaram 
no Vietname nos séculos XIX e XX.


Túmulo do Imperador Khai Dinh

A última parte do complexo de Khai Dinh, na parte superior do túmulo 

Imperial, é o Palácio de Dinh Thien, onde podemos ver o sarcófago do Imperador. 

Este palácio do túmulo imperial é composto de várias salas adjacentes, onde 

o salão principal contém uma estátua do Imperador Khai Dinh sentado sobre 

o seu trono e a seus pés, o seu sarcófago. 

Curiosamente nesse dia, estava uma equipa de filmagens a rodar uns "takes"

Captei esta linda moça, no seu traje típico, pareceu-me ser a actriz principal

Aproveitavam as escadarias e todo o ambiente do exterior do palácio...



Os túmulos ficam nos arredores de Hué

Eram construídos, como o nome indica, para serem a “última morada” 

dos imperadores que reinaram em Hué, mas eram verdadeiros palácios, 

de modo que muitos chegaram a morar lá, ou ao menos 

passaram parte do tempo neles. 

No alto de uma escadaria chega-se a um palácio onde fica 

propriamente o túmulo e uma estátua do Imperador, 

todo decorado com elementos de porcelana colorida, 

que contrastam com o material escuro usado do lado de fora. 

...

Nas próximas imagens toda a área do túmulo de Tu Duc

 Depois do portão de entrada, vê-se logo um lago, com uma ilha no meio 

e uma construção de madeira na outra margem 

- Pavilhão Xung Khiem - 

usado para o lazer do imperador e suas concubinas

 (como disse acima, muitos usavam os mausoléus ainda em vida). 




é notória a preocupação com o bom aspecto para impressionar os turistas

e, não só, para manter o local bonito e aceitável

assim que vi o lago, reparei neste homem que andava num barquito a 

recolher os limos que vinham à superfície

na imagem seguinte, a bela ponte que temos que atravessar para 

ter acesso ao Pavilhão Xung Khiem



Toda a área envolvente ao túmulo de Tu Duc é um lugar pacífico de descanso 

Neste pavilhão com um lago e flores de lótus onde, em vida, o Imperador

pescava, ouvia música e escrevia poesia - (apetecia ali ficar...)

Junto aos túmulos havia sempre o pátio de cerimónias, 

com estátuas de pedra para protecção dos túmulos. 

Atendendo a esta pequena amostra de imagens, podem imaginar 

como estou muito entusiasmada com o meu fotolivro.



sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

CATÁLOGO DE VIAGENS para 2015


Este "post" é um autêntico catálogo de viagens! 

Porque, no domingo passado - dia 1 de Fevereiro, 
fui ao CCB à apresentação do catálogo da agência 
"Pinto Lopes Viagens" e levei uma amiga de longa data 
como minha acompanhante; foi uma delícia para os nossos olhos ver desfilar no ecrã todas aquelas hipóteses de viagem. A minha amiga até me disse: foi bom estar aqui sentada e poder viajar pelo mundo durante 50 minutos.



lógico que coloco as imagens conforme a ordem de prioridade nas minhas escolhas; no ano passado levei outra pessoa como acompanhante, foi uma estreia e essa pessoa este ano perguntou-me: então, quantas viagens adjudicaste? a minha resposta foi: se me sair o euromilhões tenho quatro na mira: CHINA SHANGRI-LA, MOÇAMBIQUE com Gorongosa, Cruzeiro no Golfo Arábico e MADAGÁSCAR (cultura e vida selvagem), todas grandes viagens!





Pois...não saindo o euromilhões talvez uma viagem mais pequena...não me importava nada de ir a Malta ou ao Chipre... Quando tinha os meus 16 anos fiz o meu 1º Safari precisamente na Gorongosa! Mas, naquela época eu não dava o valor que dou hoje e, estava ali mesmo à mão a Gorongosa...Hoje é um sonho!



ao chegar ao CCB vi esta feirinha de artesanato, fiquei a saber que acontece apenas no 1º domingo do mês e coincidiu o dia 1 de fevereiro ser o 1º domingo...
após a apresentação do catálogo de viagens tivemos direito a uma visita guiada ao CCB e pela 1ª vez entrei no "Pequeno Auditório"...(foto captada no palco) não pude visitar o "Grande Auditório" porque estava a acontecer um espectáculo naquele momento.



de todas as viagens que acontecem durante o ano, podemos participar enviando 3 fotos, assim fiz! No meio de centenas de fotos há uma vencedora...a imagem acima foi a foto vencedora de 2014, mas fomos informados que, o júri está muito satisfeito com a qualidade das imagens a concurso e para o ano decidiu dar 3 prémios, uma viagem ao vencedor! Na imagem seguinte captei uma das minhas fotos a concurso, enviei 3 e estão 2 na exposição, que fica todo o ano patente ao público, mas...na loja do Porto!