segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

VERÃO...AZUL...ÁGUA...DIVERSÃO



VERÃO
...
VERÃO
...
AZUL - ÁGUA - DIVERSÃO




Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, 
ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.
(William Shakespeare)



Este ano foi diferente
há cerca de 6 anos que deixei de ir à praia
de viver o Verão, apanhar Sol, relaxar na toalha
...e, continuo a não poder fazer isso!
...
Mas, aprendi a desfrutar do Verão
captando momentos de alegria e descontração
das crianças, 
de quem gosta de mergulhar
de quem gosta de se bronzear
de quem gosta de se divertir



qual é a cidade de Portugal 
que no Verão, não tem o seu combóio turístico?
este captei-o em Vilamoura
...
todos eles com um belo colorido
levam as pessoas a percorrer
os lugares mais importantes de cada terra


Assim, vou decorando a minha alma!
...
Sempre que posso usufruo do carinho 
e de bons momentos na companhia dos meus netos!
...
Haverá melhor coisa na Vida?



sexta-feira, 8 de Agosto de 2014

MODIFICAR A QUALIDADE DA RELAÇÃO COM O MUNDO


Não existe uma vida feliz, apenas momentos felizes... 
será uma frase feita?
pois que seja...mas essa é a grande verdade!
Aproveite cada momento, seja um olhar, abraço ou beijo; 
são momentos únicos, que ficam na eternidade... 
Viver o momento presente traz a plenitude da vida. 



No momento presente decidi fazer uma nova experiência,

não será a idade que me impedirá...

quem sabe a falta de saúde me impeça, 

mas...enquanto puder hei-de aproveitar e bem. 

O que se passa nas primeiras fotos?

na 1ª o bungalow que me estava destinado Nº 14, 

de seguida abro a porta e espreito o que me espera, 

trato de juntar as camas e preparar o meu espaço...



assim que abro a porta do meu bungalow, 

deparo-me com esta vista: do outro lado da rua 

um espaço aberto de convívio, em que 3 famílias, 

cada qual na sua tenda, é aqui 

nesta tenda familiar e aberta que fazem as suas refeições.

 Tudo à vontade, sem medo do alheio, 

gostei deste espírito campista...

fêz-me recordar o meu tempo de escuteira, 

onde partilhar momentos e coisas 

era o principal lema de vida.




na imagem acima, a rede de baloiço 

também partilhada por vários membros da família 

em momentos de relax absoluto 

na imagem seguinte o espaço reservado 

a um restaurante e bar no parque de campismo, 

com refeições económicas, mini-pratos; 

no bar acesso gratuito wi-fi para quem 

não consegue desligar dos computadores, 

mesmo em tempo de férias. 

A cancela tem afixado o horário de silêncio no parque, 

esta cancela baixa às 23h e volta a abrir às 7h da manhã 

 obrigatório silêncio 

e não é permitido circular viaturas nesse espaço de tempo



a área onde me fixei durante 3 dias, 

o espaço a que tinha direito: 

um bungalow com cama e mesa de cabeceira, 

luz, estendal de roupa 

e espaço de estacionamento para o carro


a recolha de lixo que era feita 2 vezes ao dia 

eu vi pela tardinha e logo de manhã


O primeiro passo para modificar a qualidade da relação 
com o mundo é dar tempo a si mesmo. 
Tornar mais lento os ritmos, estancar a sucessão 
trepidante de acontecimentos. 
É na tranquilidade que fruímos a densidade do presente 
e podemos elaborar as emoções profundas, 
aquelas que penetram fundo na alma e a convidam a crescer. 
É assim que vou vivendo os meus dias!!!

quarta-feira, 9 de Julho de 2014

RHAPSODY - COCKTAIL BAR-PUB - MIKONOS


Uma longa viagem começa com um único passo. 

(Lao-Tsé)





na imagem acima vê-se a entrada do RHAPSODY BAR 

quando passamos nas ruelas estreitas 

e na foto abaixo vê-se as varandas do mesmo bar, 

já viradas para o mar


Mikonos é assim: de um lado vê a Little Venice 
e do outro lado vai ver uma fileira de moinhos 
sobre uma colina. 
Essa é a parte antiga de Mykonos 
e um dos cartões postais da ilha. 
É uma ilha especial! 
O seu aspecto pitoresco vai para além da arquitetura típica 
grega, das vielas cheias de buganvílias 
e dos moinhos de vento. 
Chora, a capital, é a parte mais antiga da cidade. 
Ruas de pedra cheias de casinhas brancas, 
com varandas floridas e cercada de igrejas pequeninas, 
um labirinto com recantos por desvendar. 
Um cenário que se descobre logo quando se chega de barco. 
Os moinhos que se avistam 
foram construídos pelos venezianos no século XVI.



sábado, 21 de Junho de 2014

MIKONOS - GRÉCIA


Mykonos é, provavelmente, a ilha mais famosa da Grécia e também 

uma das mais visitadas do Mundo pelos turistas. 

A sua paisagem especial é dada pelas ilhas Cíclades, 

cercada de belas praias de areia branca. 

Deve a sua fama à beleza da capital, das suas casinhas brancas 

e sinuosas passagens estreitas, bem como das suas enormes e variadas praias. 


Caminhando pelas ruelas estreitas, vim dar a este lugar de sonho, 

onde os turistas se rendem à beleza deste café-esplanada, 

onde o mar bate com força, deixando salpicos frescos no ar...

Há sofás com almofadas coloridas onde apetece ficar e não mais sair...

foi a minha 2ª vez em Mikonos, já lá tinha ido em 1996, 

mas fiquei rendida e, eram apenas lembranças vagas na minha memória, 

por isso não me importei de voltar.



LITTLE VENICE
É um conjunto de casas construídas no século XVI, literalmente penduradas sobre o mar. Acredita-se que foram erguidas pelos piratas para facilitar quando descarregavam os barcos. 
É incrível como ainda permanecem de pé, após tantos anos 
sofrendo com o vento e a água salgada. 
Hoje, a “Pequena Veneza” é um dos lugares mais procurados de Mykonos, 
com uma paisagem fabulosa, sobretudo durante o pôr-do-sol, 
com o mar à frente e os moinhos ao lado.



sigo religiosamente as palavras de Luís Fernando Veríssimo:
Gaste mais horas realizando que sonhando,
fazendo que planejando,
vivendo que esperando! 
é isso: eu VOU não sonho apenas, 
eu FAÇO, não planeio apenas, 
eu "VIVO" não espero apenas!!! 
é esta a minha forma de ir vivendo alguns MOMENTOS PERFEITOS

e, assim me despedi de MIKONOS, 

lá bem do alto, junto aos moinhos, uma foto tendo como fundo 

a famosa LITTLE VENICE e o navio de cruzeiro, ao largo, 

porque em Mikonos os navios não encostam à ilha 

e nós vamos a terra numas lanchas, como se vê na foto seguinte


POESIA 
Não deixe que a saudade sufoque,
que a rotina acomode,
que o medo impeça de tentar.
Desconfie do destino e
acredite em você.
Gaste mais horas realizando que sonhando,
fazendo que planejando,
vivendo que esperando
Porque, embora quem quase morre esteja vivo,
quem quase vive já morreu."
(Luis Fernando Veríssimo)

quinta-feira, 12 de Junho de 2014

FÉRIAS NUM CRUZEIRO


Sentada no aeroporto de Zurique 
esperando o vôo para Istanbul 
aproveitava para esticar as pernas 
e, ao mesmo tempo, ia testando a nova máquina fotográfica, que levei para esta semana de férias...



Já em Istanbul, dentro do navio "Grand Celebration" deparei-me com este magnífico camarote à minha espera...
durante 8 dias foi aqui que passei 
algum do meu tempo, dormindo...que belas sestas!

Pois quem anda de noite na borga 
e só dorme 4 horas, 
precisa mesmo de uma repousante sesta.


em cima da cama encontrei o "Diário de bordo" 
onde consta tudo o que vai acontecer a bordo, 
bem como outras informações importantes 
e também as toalhas para usar na piscina - tudo prontinho!





lá do alto do navio, 
via passar vários barcos com turistas 
navegando pelo "Bósforo" 
e a bela cidade Istanbul, ao fundo...


nas próximas imagens, 
um pouco da animação a bordo: 
trabalha-se para o bronze, mergulha-se na piscina, conversa-se com amigos e novos conhecidos, 
aprecia-se as vistas do que nos rodeia 
come-se e bebe-se "sempre"...




sábado, 24 de Maio de 2014

PARARGE AEGERIA - BORBOLETA


MOMENTOS PERFEITOS vou tendo de vez em quando; 
ontem foi uma tarde assim, no "Borboletário" em Lisboa.

A Pararge aegeria é uma borboleta encontrada 
dentro e na proximidade das florestas 
de grande parte da Europa. 
No norte e oriente europeus, a aparência dessa 
borboleta depende do local onde ela vive, 
onde indivíduos do norte são marrom escuro com pintas 
brancas nas asas, enquanto que os do sul 
tem nas asas manchas alaranjadas. 
As duas formas estão integradas uma a outra. 
Essa espécie também é encontrada no norte de África 
e na Ilha da Madeira.


Na próxima imagem vê-se um "Abrigo de crisálidas"

Uma crisálida é o estágio de pupa de insetos 
da ordem lepidoptera. 
O termo é derivado da coloração metálico-dourada encontrada nas pupas de muitas borboletas.
O estágio de crisálida em muitas borboletas é o único onde elas pouco se movem ou não o fazem. 



Lagarta da borboleta cauda-de-andorinha



Borboleta-cauda-de-andorinha (Papilio machaon), 
uma das espécies de borboletas mais comuns no nosso país 
(quero muito encontrar uma dessas)
na imagem seguinte, continuo mostrando a "Malhadinha"




Agora que já sabe um pouco mais sobre borboletas, 
talvez repare melhor se alguma se cruzar consigo. 
E mesmo que viva no meio da cidade, numa área 
onde nunca aparecem borboletas, 
estamos a caminho do Verão, elas gostam do Sol...
Tenho que agradecer à Amiga Ana Simões, 
ela ter-me acompanhado nesta visita pelo Borboletário 
do Museu Nacional de História Natural.