segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

CIDADELA DE CASCAIS


A Cidadela de Cascais localiza-se na Vila, Freguesia e Concelho de mesmo nome
Na margem direita do rio Tejo, trata-se de um complexo fortificado que 
compreende ainda:o Forte de Nossa Senhora da Luz de Cascais 
e a Torre de Santo António de Cascais.
O conjunto tinha a função de defesa daquele trecho da costa, acesso à capital, Lisboa.
O conjunto da Cidadela de Cascais, incluindo o Forte de Nossa Senhora da Luz, 
a Torre de Santo António de Cascais, e toda a parte fortificada que está compreendida 
entre a Ponta do Salmodo e o Clube Naval de Cascais, encontra-se classificado como 
Imóvel de Interesse Público através do Decreto nº 129/77 de 29 de Setembro de 1977.
A 18 de Março de 2012 aconteceu a abertura de uma unidade hoteleira 
com 126 quartos, restaurante, espaço de música, lojas 
e espaço para eventos denominada de "Pousada Cascais". 
Este investimento foi feito pelo Grupo Pestana


Cidadela de Cascais: aspecto da Praça de Armas com a Pousada Cascais
Dia 08 de Março de 2014 foi inaugurado o "Cidadela Art District", 
um centro de exposição de arte ao ar livre, com galerias culturais 
e estúdios abertos para artistas trabalharem perante os visitantes. 
O "Cidadela Art District" é uma iniciativa do Grupo Pestana, 
gestor da Pousada de Cascais, localizada na fortaleza da Cidadela. 
O Cidadela Art District inclui seis galerias culturais, entre as quais 
a primeira galeria Raw Art em Portugal, 
e seis "open studios", onde os artistas poderão ser vistos a trabalhar.
A Pousada de Cascais muda também de nome passando a ter 
uma nova designação: "Pousada Cascais - Cidadela Historic Hotel & Art District".


Já fora da fortaleza da Cidadela encontrei D. Diogo de Meneses




Acima, vários aspectos da área envolvente...

mais ao longe consegui captar outras imagens, como o Hotel Baía, 

na maravilhosa Baía de Cascais




Um dia lindo, céu azul e aconchegado por um sol bem quente, 
quem diria que estava no Inverno - 24 de Janeiro de 2015...

Mais caloroso seria o reencontro com uma amiga dos "velhos tempos" 
que me recebeu neste espaço simpático e cheio de luz



a cereja no topo do bolo foi ter à minha espera, a "bebinca"!!!

Obrigado Amiga!  

Melhor era impossível...


Deliciei-me com esta fatia de bebinca! 

A bebinca é um doce tradional indiano e deve ficar mais parecida 
com um pudim do que com um bolo, como tal deve levar menos farinha 
e cada camada demora meia hora a fazer. 

Adoro a combinação do leite de coco com o cardamomo, 

dá-lhe um sabor exótico e diferente.

A bebinca é um bolo que nos chega de Goa, o famoso bolo das sete camadas. 

...mais "Momentos Perfeitos" na minha vida!

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

APROVEITA A VIDA Henry Altmann


Aproveita a Vida Henry Altmann 
Escolhi para início do NOVO ANO este filme 
que é também uma mensagem para todos...
Só temos que "aproveitar a Vida" 
Um filme com uma lição de vida, onde 
revi momentos da minha vida - tal e qual situações que 
acontecem ao comum dos mortais... 
na imagem abaixo o momento em que a médica comete 
um erro enorme, só porque o seu dia não estava a correr bem, 
deu um diagnóstico errado ao doente...
Infelizmente isto acontece cada vez mais, é uma das minhas 
grandes revoltas, precisamente porque já fui vítima 
de 3 casos de negligência médica e hoje sofro na pele, por isso.


Com: Robin Williams, Mila Kunis, Peter Dinklage
Comédia Dramática - EUA, 2014, Cores, 83 min.
Para além de misantropo Henry Altmann é profundamente infeliz. 
Um dia, numa consulta em que lhe são avaliados alguns exames médicos, 
se depara com alguém bastante parecido consigo: a Dr.ª Sharon Gill. 
Desorientada com o temperamento irascível de Henry, 
que não aceita o seu diagnóstico e lhe exige respostas imediatas, 
ela acaba por o informar que ele tem um aneurisma e que apenas 
lhe restam 90 minutos de vida.
Com aquela informação inesperada, Henry Altmann cai em si, 
percebendo como tem andado a desperdiçar a sua existência, 
vivendo miseravelmente e fazendo infelizes todos os que têm cruzado 
a sua vida. Simultaneamente a esta tomada de consciência por parte 
de Henry, também Sharon se apercebe do terrível erro que acabou de 
cometer e de como é urgente encontrar solução 
para aquele mal-entendido…
Com realização de Phil Alden Robinson, uma comédia dramática 

que se inspira no filme "The 92 Minutes of Mr. Baum", 

do realizador e actor israelita Assi Dayan. 

Robin Williams, Mila Kunis, Peter Dinklage e Melissa Leo 

assumem os principais papéis.




Nas imagens o momento em que a médica encontrou 

o doente que tentava suicidar-se...


Um filme que nos leva a pensar profundamente. 
A história e o seu desenrolar arrepia-nos até porque o 
Robin W. já não está entre nós. Fiquei colada ao ecrã. 
Este excelente actor, neste e em todos os filmes que fez, faz-nos 
sempre entrar numa viagem de forma absolutamente soberba. 
As emoções são tão bem passadas que também as sentimos. 
Fica também aqui o adeus a Robin Williams. 




Destaco esta frase, no filme, que me deixou a pensar...
Apenas os idiotas e os psicopatas 
não têm arrependimentos na Vida!!!


segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

MEIXEDO e RABAL - TRÁS-OS-MONTES


Na viagem ia encontrando pontes e riachos

difícil era parar o carro e poder fotografar, 

a estrada estreita não permitia que ocupasse uma das vias 

para poder fazer umas fotos...

Ia passando pelas aldeias: MEIXEDO e depois RABAL



Aqui o Parque Natural de Montesinho, 
situado no extremo Nordeste de Portugal 
faz fronteira com a Galiza e Castela. 

Aqui, as paisagens transmontanas 
deslumbram pelas imponentes serranias, 
património natural, fauna e flora variadas. 




Ao longo do rio Sabor, tomando como referência a estrada 

que parte de Bragança, passa-se pelas 

aldeias de Rabal, Portela, França e Montesinho 

que preservam os modos de vida tradicionais da região. 

...

Quem não sonha com estas paisagens estonteantes, 

rasgadas por ribeiras e riachos,

bem como as lareiras dos Invernos gelados, 

que inspiram poetas e escritores. 


Pelo caminho ia ficando deslumbrada 

com a quantidade de água que encontrei, 

fosse em cascatas ou quedas de água...

ali ficava escutando o som fresco da água que corria livre, 

tão livre como eu me sentia!



... quando dei por mim, estava em FRANÇA


sábado, 6 de dezembro de 2014

MOMENTOS em TURISMO RURAL


Foi este o bungalow onde passei bons momentos

pelo sossego, pela Natureza em redor

Era isto que eu precisava - isolar-me, viver no meu mundo!

Adoro o Outono pelas belas cores da Natureza e foi isso que vi e senti.

De manhã ao acordar, abri as portadas da casa de pedra

e foi esta a paisagem que vi diante dos meus olhos.



Sozinha, pela estrada fora, sem GPS,
para um lugar completamente desconhecido e lá fui eu! 
Aproveitei um voucher que tinha comprado há 6 meses
Indicações: 
circulando pela A4 já perto da cidade de Bragança 
sai na indicação  Bragança Sul- Vinhais- Montesinho 
e vai para CEPO VERDE - Turismo Rural e Campismo 



andava eu entretida a preparar o meu pequeno-almoço, 

quando, de repente vejo um "miau" à janela, 

foi dar-me os bons dias

Percebeu que eu estava só e achou por bem ir fazer-me companhia,

 muito melhor que muitas pessoas... 




Quando saí para um passeio, o "miau" ficou aninhado 

no beiral da janela e disse-me: 

Vai descansada, eu tomo conta da nossa casa...!

Fiquei na "Casa do Lobo" um T2



Visitei aldeias preservadas

acompanhei a ida para a lavoura de alguns habitantes das aldeias

espreitei lugares maravilhosos




e, assim andei até ao fim do dia, 

para desfrutar deste belíssimo por-do-sol 

...sinal de que o mereci



Termino com um belo pensamento:

 «Prefiro o silêncio dos sábios do que as palavras dos tolos.»

(Augusto Branco)


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

A ROTA DOS AVIEIROS


É destes verdes que a minha "Alma" se alimenta!

Procuro cada vez mais a Natureza...a Paz e o silêncio!


Pode ser levado a pensar que é noutro país, 
daqueles exóticos e bem distantes, 
num lugar remoto e inacessível. 
Mas na verdade, 
o Escaroupim – Salvaterra de Magos, 
fica a menos de 40 minutos de Lisboa. 
É muito fácil e rápido lá chegar. 
Ao chegar vê logo o rio. 
Estacione e seja bem-vindo!


A Rota dos Avieiros conta uma história que começa no início 
do século XX, da fome que fez sair os pescadores da 
Praia de Vieira de Leiria, no Concelho da Marinha Grande, 
em busca do sustento que as condições do mar agitado 
não lhes oferecia durante o Inverno. 
Os pescadores que subiram o rio Tejo, 
encontraram esta zona repleta de peixe. 
Primeiramente vinham até aqui apenas sazonalmente, 
permanecendo nos seus barcos. 
Mais tarde fixaram-se nesta região com as suas famílias, 
depois de trocarem a pesca marítima pela fluvial. 




Há muito que desejava visitar esta zona, mas...sozinha?

Não...

então, decidi desafiar a Amiga Ana para ir comigo 

e lá fomos as duas. 

Obrigada Amiga pela tua companhia!

Adorei o "Cantinho do Fragateiro" 

uma casa mesmo única, muito típica 

e arranjada com excessivo bom gosto e paixão



Além de nos darem as boas vindas, os gatos não nos largaram, 

num local onde não se encontra ninguém...

andamos e andamos ...não vemos viva alma! 

É este o caminho em direcção à aldeia Avieira da Palhota.