sábado, 15 de agosto de 2009

FAROL DO BUGIO

AGOSTO quente lembra férias.
As minhas foram em finais de Maio, o tal cruzeiro pelo Atlântico.
Fiz uma pausa nas imagens da minha fabulosa viagem, mas volto a mostrar-vos um pouco do tempo no mar. Assim que o navio afastou-se do cais em Lisboa, corri acima e abaixo as escadas dos decks para captar as melhores imagens e, começo a ouvir a "chamada para os exercícios de salvamento".
Não queria acreditar!!!
No momento em que eu queria sentir Lisboa vista do rio ou do mar, eles decidem fazer um exercício que poderiam fazer uma hora mais tarde, pois todos os passageiros estavam interessados em ver o mesmo que eu.
Captei esta imagem, mas não tive tempo de ir ao meu camarote buscar o colete salva-vidas, ouvi todas as instruções ao mesmo tempo que ia fazendo umas fotos.

Precisamente no "momento" em que passava bem perto dum lugar que adoro:
"O Farol do Bugio"
O Forte de São Lourenço do Bugio, também conhecido como Forte de São Lourenço da Cabeça Seca ou simplesmente Torre do Bugio, localiza-se a meio das águas da foz do rio Tejo, na altura da vila de Oeiras, Freguesia de Oeiras e São Julião da Barra, Concelho de Oeiras, Distrito de Lisboa.
O local onde se ergue é um banco de areia formado pelo assoreamento da foz do rio, fruto da dinâmica da confluência de suas águas com as do
oceano Atlântico, ao ritmo das marés. Sendo o único da região com a superfície acima da linha de marés durante todo o ano, ficou-lhe a toponímia de cabeço ou cabeça seca. A toponímia bugio pode ser atribuída, entre outras versões, ao francês bougie (vela), devido à semelhança da sua estrutura circular e da primitiva torre encimada por farol, com uma vela acesa sobre o seu castiçal.


Uso actual: Ajuda activa à navegação.
Entidade responsável: Direcção de Faróis, Marinha Portuguesa.
Acessibilidade: Somente de barco ou helicóptero.
Aberto ao público: Não.
O Forte do Bugio, inspirado no
Castel Sant'Angelo em Roma, na Itália, por sua vez serviu de modelo para o Forte de São Marcelo em sítio semelhante, na cidade do Salvador na Bahia de Todos os Santos, Brasil, cuja traça se deve ao Engenheiro-mor Francisco de Frias da Mesquita (desde 1603), em 1622.
As fotos são de minha autoria.

Com o Tejo a beijar-me os olhos
fui descobrindo “momentos perfeitos”.
Uni pensamentos
Sonhei acordada
Criei imagens de Ti.
Melhor seria
Descobrir a teu lado,
jardins proibidos
Ou só para nós permitidos.
Mas, tu estavas ausente,
Apenas presente em meus desejos.
Com o Tejo a beijar-me os olhos
divaguei em nuvens de sonhos.
(com mar à minha volta a inspiração chegou e fiz estes pequenos versos)

34 comentários:

Gui disse...

o mar é inspirador. Revolto umas vezes, outras sereno e tranquilo mas sempre imenso a dar-nos a imagem da grandiosidade. No teu caso resultou perfeitamente e o poema saíu muito bonito. O Bugio é um local interessantísimo que eu vejo sempre com muito agrado. Um bijo minha amiga.

Sofá Amarelo disse...

Puxa, lindo de viver! E eu que ando há anos para me conduzir ao dito farol... preciso sempre e um guia e o farol do Bugio está no sítio certo... que as nuvens de sonho se estendam pelo Tejo e pelas nossas almas.

Muitos beijinhos!!!

RETIRO do ÉDEN disse...

Amiga,

Gostei muito de rever e relembrar o meu Cruzeiro aos EUA em 72. Foram 28 dias deliciosos.

Obga. pela partilha e me fazer voltar nos anos.

Bom fds. desejo com todo o carinho.
Mer

anad disse...

Obrigada pelas suas palavras e também vou voltar mais vezes ao seu blogue que é inspirador.
Um abraço
Anad

Papoila disse...

Qurida Tulipa:
O mar como fonte de inspiração! Belos versos de sonhos e amor iluminados pelo Tejo.
Voltei e visito os amigos.
Beijos

Multiolhares disse...

E quem não fica inspirada no meio do mar, é de uma beleza contagiante, parece que tudo muda em nós
beijinhos

Nadia Mendes disse...

Querida Tulipa, e que inspiração!Bem bonita!
Esses exercicios sao obrigatórios de se fazer! Infelizmente eles não sabem escolher a melhor hora!
Bjinhos e Bom domingo, Nadia

Justine disse...

Viajar é preciso...por fora e por dentro de nós!

peciscas disse...

Estes momentos iniciais de uma viagem que por certo sempre irás recordar, são estremamente poéticos.
Esse pequeno farol plantado no Tejo, é enternecedor.
Inoportuno esse exercício de segurança. Mas já ouvi dizer que, nos cruzeiros, agora é assim...
E que Setembro chegue depressa, pois o Norte está à espera.

Osvaldo disse...

Tulipa;

Não só o mar te inspira... acho que mesmo o ar é uma fonte de inpiração para teus poemas.

Gostei das fotos do Forte. Prova que tudo de belo há lá fora,... nós temos em dobro cá dentro.

bjs, Tulipa.

Osvaldo

Rafeiro Perfumado disse...

Eu ficaria acagaçado se meia hora depois de entrar num barco já estivessem a fazer exercícios de como agir em caso de naufrágio!

Beijoca!

gotadevidro disse...

Belas as fotos, belo o poema.

Parabéns pois a inspiração foi deveras linda.

Gostei muito

Parabéns

boa semana e beijinho

Laura disse...

Ahhh, estou a rir pelo rafeirito...é que eu comecei a viajar nos grandes trasatlânticos nos anos 60 e voltei cá, fui a Angola primeiro, depois mais duas viagens dessas, de 13 dias, 11 dias e assim faziam os exerccicios quando partiamos, mal o barco começava a andar chamavam cada um à sua baleeira, enfim, que cagaço eu que só tinha dez anos da primeira vez que viajei...

Bonito poema, é que o mar também tme em mim esse fascinio , e o amor, faz o retso..beijinho da laura.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Tulipa, belas fotografias...Belo poema...Espectacular....
Beijos

elvira carvalho disse...

E começam logo com os exercícios de salvamento? Não devem ter grande confiança no barco...
Adorei ver o Bugio assim tão de pertinho.
Um abraço e uma boa semana

Vieira Calado disse...

Gostei da sua "brincadeira".

Mas não se preocupe com
"a qualidade" do que escreve,
como diz, entrado em comparações.

E preciso é escrever.
E todos têm o direito de exprimir-se em prosa ou verso ou cores e formas...

Mais, é quase um dever.

Beijinhosss

Lilá(s) disse...

Continuo a gostar desta "viagem".
Até breve.
Bjs

Nuno de Sousa disse...

Lindo minha boa amiga... belo passagem pelo bugio com lindas palavras que aqui nos deixaste... contias em grande :-)
Bjs em ti e força
Nuno

Paula Raposo disse...

Não deixar esmorecer o que a alma nos dita...belas as fotos e as palavras inspiradas. Beijos.

Mar Arável disse...

Força

para sonhar

sempre o mar

nem que seja de palha

em jardins proibidos

♥ ♥ Rabiscando disse...

O mar inspira momentos perfeitos mesmo e vc com todo esse marzão a sua volta, parabéns pelas fotos, são lindas.

beijos e ótima noite prá vc!

MEU DOCE AMOR disse...

OLÁ TULIPA:

UM PASSEIO QUE TE INSPIROU BONITOS VERSOS.ADOREI AS FOTOS DO FORTE

BEIJINHO DOCE

RETIRO do ÉDEN disse...

Amiga,

Vimos agradecer a sua visita pelo retirito.

Tenha a continuação duma excelente semana.

Abraço
Mer

Graça Pires disse...

Bela reportagem. Belas fotografias. Belo poema. Momentos perfeitos sem dúvida...
Beijos.

Baby disse...

Culturais e elucidativos os teus posts, no jeito a que nos habituaste.
Lindo e inspirado o poema, feito num momento perfeito.

Desculpa só agora ter vindo aqui, mas os afazeres são muitos e se vou à praia de manhã, de tarde só apetece o que deves calcular...Perdoas-me?

Um beijinho.

Mocho Falante disse...

ora viva

aqui estão mais umas belas fotos que nos fazem viajar mesmo que seja "cá dentro"

beijocas doces

Duarte disse...

Versos em consonância com a beleza das imagens... não é de estranhar que os olhos acusem tais vibrações e as palavras brotem chias de beleza.
Um grande abraço

Sight Xperience disse...

Grande marinheira! Qual colete qual nada... venha lá o Bugio!
...Eu mandava-os bugiar!
Adiem sff... que o Bugio está aqui mesmo ao lado xxxxbordo!

Vamos lá zarpar por esse oceano!
Um abraço

A.S. disse...

Uma Tulipa campestre fascinada pelo mar!...


Abraços!

legivel disse...

... não há lisboeta que não a conheça -pelo menos ao longe - pois é dela que se calcula a olho, a "fronteira" entre o Atlântico e o Tejo.

Beijo e óptima semana!

GarçaReal disse...

Boa semana cheia de luz e sol para ti.

bjgrande do Lago

Chris disse...

É uma belissima viagem com as fotos a testemunharem. Vejo o farol da janela da minha casa...
Bj
Chris

Naty e Carlos disse...

Olá passei para te visitar e desejar um bom fim de semana.
Bjs

Parapeito disse...

:)) Desde sempre me habituei a olhar para ele...o Tejo nao seria o mesmo sem ele :)
Belas fotos ******