sábado, 13 de agosto de 2011

REI-ARTISTA D.FERNANDO II E A CONDESSA D'EDLA

CHALET DA CONDESSA
Por esta escadaria teve início a minha visita, ao interior do Chalet.



Uma gala operática constituída por árias de "Norma", "Rigoletto" e "La Traviata", com a soprano Raquel Alão e a Filarmonia das Beiras, inaugurou o renovado Chalet da Condessa de Edla, em SINTRA.
O CHALET DE ELISE HENSLER, a condessa d'Edla, localiza-se no PARQUE DA PENA, é gerido pela sociedade MONTE DA LUA e teve obras de requalificação, em conjunto com o jardim, depois de um incêndio em 1999.




D. FERNANDO II conheceu a soprano americana de origem alemã Elise Hensler quando esta interpretou no Teatro Nacional de São Carlos, em 1861, o papel do pajem Óscar, da ópera de Verdi "Um Baile de Máscaras".
Juntos escolheram um magnífico sítio para construir, no Parque da Pena, longe mas visível do Palácio e da Corte, um CHALET AO ESTILO ALPINO, rebocado a fingir tábuas de madeira, profusamente decorado com cortiça e, em redor, um deslumbrante e requintado Jardim.
Elise Hensler, já com o título de Condessa d'Edla, casou com D. Fernando em 1869.
Chalet e Jardim nunca foram visitados pelo público, um fogo consumiu o Chalet em 1999 e o Jardim, há muito abandonado, era impenetrável.






Se Sintra não existe como hoje a retemos no nosso imaginário sem o REI-ARTISTA D. FERNANDO II, um alemão que foi um grande português, percursor da protecção do património em Portugal, igualmente a casa singular que para si e sua segunda esposa erigiu, um mundo dos "HOMENS NO DOMÍNIO DOS DEUSES", e a figura da Condessa d'Edla, como mecenas e vulto da cultura, merecem respeito e admiração.
E não é por acaso que ao topo do seu jazigo, no cemitério dos Prazeres, obra de Raul Lino, figura para todo o sempre a Cruz Alta, simbolo do país que um dia mudou o seu destino.




14 comentários:

Catarina disse...

Como gostei de ler este teu texto! Historia com a qual nao estava familiarizada.

Luís Coelho disse...

Este chalet pelo que nos deixa ver e magnifico.Gosto muito desta obras.

ManDrag disse...

Gostei da honestidade do texto para com um português de coração e das fotos. Um óptimo curto passeio, cheio de apelos ao sonho. Parabéns!

Sonhadora disse...

Minha querida

Aqui tão perto e ainda não visitei, é lindo...como aliás tudo em Sintra.

Adorei esta viagem e deixo o meu beijinho carinhoso.

Rosa

. intemporal . disse...

.

.

. querida túlipa,,, .

.

. venho ver o novo post . mas não sei se será a este que se refere .

.

. gostaria que me esclarecesse e me dissesse se estas fotografias são anteriores ou posteriores ao restauro . parecem.me anteriores . ou terão as paredes permanecido assim por algum motivo especial ? .

.

. gosto muito e particular.mente das janelas ogivais .

.

. e também da intemporal.idade das divisões do chalé .

.

. gosta de estátuas vivas ? então passe pelos meus . terraços esparsos .

.

. http://terracosesparsos.blogspot.com .

.

. faço questão em que me siga por lá .

.

. um bom fim.de.semana .

.

. um beijinho hiper amigo .

.

.

Dulce B. disse...

mais um belissimo post que nos deixa a vontada de visitar este belo local, só tem um senão os elevados preços praticados em todos os palacios e jardins de Sintra..é q nós somos portugueses :( os nossos vencimentos nada têm a ver com os da larga maioria dos turistas estrangeiros que nos visitam, bjitos.

Zé Povinho disse...

O chalet ainda está em recuperação, mas visitável.
Gostei das fotos e confesso que ainda não fui ver o interior, por causa das férias e do regresso já atafulhado em trabalho, mas já conhecia o chalet, antes e depois do incêndio.
(As estátuas que fotografei estão em Cascais, e o senhor com os binóculos é o rei D. Carlos).
Abraço do Zé

mundo azul disse...

______________________________

...muito lindo esse lugar! Realmente um chalet para uma condessa...


Beijos de luz e o meu carinho!!!


_____________________________

Graça Pereira disse...

Lindissima e romântica esta crónica!
Não conhecia o Chalet da Condessa D´Edla e achei maravilhosa.
Voltei ao post anterior para me enteirar de todo o contexto!
Foste brilhante! Parabens.
Bj
Graça

tulipa disse...

pois
como a minha vida é vir todos os dias trabalhar,
vou tendo tempo para fazer posts novos,
uns passeios por Sintra e não só...

Praia e piscina:
estou proibida..
vês a minha sorte?
Proibirem-me de nadar numa piscina, espero 9 meses pelos 3 meses de Verão e depois........
proibem-me!!!

Sou uma SORTUDA!!!
Não sou?

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Tulipa, belas fotografias e texto...Espectacular....
Cumprimentos

Andradarte disse...

Devem ter sido uns Momentos Perfeitos esta visita....As fotos são elucidativas . Nunca visitei, pois não
sou muito dado a este género de visitas.... Parabéns como fotografa.
Beijo

Guilherme disse...

Um lugar sublime, entre penedias e jardins, Uma construção de estilo alpino inspirada pelo amor entre um rei e uma cantora lírica. Um sítio mágico. Ou não fosse Sintra.

Jorge disse...

Tudo muito belo. Fascina-me essa construção em cortiça. Nós, tão ricos nessa matéria prima, bem podíamos puxar mais pela imaginação.