sábado, 27 de abril de 2013

REFÚGIO NO MEU DIA 19 ABRIL






ninguém pode imaginar o que esta imagem teve de importante naquele dia...
Em 19 Abril de 2012 dia dos meus 57 anos eu tinha andado pela primeira vez de canoa, como se pode ver nas fotos do outro post, na Tailândia
e, um ano depois, eu estava ali a ver um filme que adorei e onde aparece esta imagem...!!!
Na foto abaixo pode-se ver a capa do livro que deu origem ao filme...
alguma vez eu conseguiria ler um livro com mais de 300 páginas? Never...
Ali, assisti ao filme durante 2 horas e adorei!




Título original:Safe Haven
De:Lasse Hallström
Com:Cobie Smulders, Julianne Hough, Josh Duhamel
Género:Romance
EUA, 2013, Cores, 115 min.
Decidida a deixar o passado para trás, Katie (Julianne Hough) decide recomeçar 
uma nova vida em Southport, uma pequena cidade piscatória 
no estado de Carolina do Norte, EUA. 
Com o passar do tempo, e apesar de relutante em criar laços seja com quem for, 
ela acaba seduzida pela generosidade de Alex (Josh Duhamel), um jovem viúvo 
com dois filhos pequenos, que teima em manter-se por perto. 
Agora, com uma vida que parece ter tomado um novo rumo, 
ela sente-se feliz e cada vez mais ligada a Alex e às duas crianças. 
Porém, o passado obscuro que durante anos tentou esquecer parece ter voltado 
para a assombrar quando um homem misterioso chega à cidade, 
decidido a revelar segredos que vão alterar a opinião que todos têm sobre dela.
Realizado por Lasse Hallström 
("Regras da Casa ", "Chocolate", "Hachiko - Amigo para Sempre"), 
"Um Refúgio Para a Vida" é mais uma adaptação cinematográfica da obra de Nicholas Sparks.


10 comentários:

tulipa disse...

Título: Um Refúgio para a Vida
Autor: Nicholas Sparks
Colecção:
Grandes Narrativas, nº483
ISBN: 978-972-23-4447-0
Páginas: 360
Sinopse:
"Quando Katie vai viver para a pacata cidade de Southport, na Carolina do Norte, todos se interrogam sobre o seu passado.

Que mistérios esconderá aquela jovem bonita que parece determinada em encobrir os seus encantos e evitar novos relacionamentos?

No entanto, e apesar de todas as suas reservas, Katie começa a criar raízes naquela pequena comunidade, à medida que uma nova amizade e um novo amor lhe vão fazendo baixar as defesas.

Mas os fantasmas do passado, que minam a sua capacidade de confiar nos outros, continuam a persegui-la, a aterrorizá-la, e o peso do segredo que esconde é demasiado grande…

Neste romance avassalador, Nicholas Sparks traz-nos uma protagonista fragilizada que tem de aprender a lidar com as suas sequelas se quiser voltar a amar."

tulipa disse...

Há que dar créditos

tanto à fotografia do filme

como à banda sonora.

São claramente pontos fulcrais
para que a história resulte nuns 115 minutos apaixonantes e envolventes.

São a combinação perfeita
para tranquilizar
os momentos mais obscuros da história de Katie que por si só
é suficientemente sufocante.

tulipa disse...

Sparks no livro

e Hallström na tela

não deixaram de repetir,
ou reinterpretar uma das cenas mais icónicas dos filmes românticos,
da escrita de Sparks
e dos atores que dela fazem parte – a cena da canoa à chuva.

Desengane-se quem espera um beijo apaixonado e apaixonante, mas mais uma vez, ao nível cénico nada foi deixado ao acaso e esta é uma das cenas do filme.
É MESMO...!

Sofá Amarelo disse...

Obrigado, fizeste-me lembrar que entre a leitura e o cinema... prefiro os dois! E fiquei com uma vontade tremenda de ir ao cinema... talvez o faça já amanhã... quanto ao filme? Logo vejo, o importante é saber usufruir das cadeiras e do ecrâ gigante... que nada tem a ver com a TV!

Beijinhoooooo

Rui da Bica disse...

Olá Tulipa ! :))
Boas leituras e boas recordações ! :))
Passa um bom domingo !

Beijinho e que tudo esteja bem contigo ! :)))
.

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo post...Espectacular....
Cumprimentos

Zé Povinho disse...

É mais fácil que veja o filme, porque as leituras estão com grande atraso.
Abraço do Zé

São disse...

Há uma amiga minha que adora este autor, não é o meu caso.

Abraço grande com votos de rápido restabelecimento.

. intemporal . disse...

.

.

. sem duvida que este filme traduzirá um momento inequívoco de ternura . sem a qual . findam os nossos dias tão mais cinzentos .

.

. deverá ter saído da sala como se caminhasse sobre as nuvens .

.

. aposto . :) .

.

. um beijinho meu e desejo que esteja melhor da sua saúde .

.

.

Maré Viva disse...

Que nunca te falte um refúgio para a vida!
Beijos,