sábado, 21 de setembro de 2013

O PURO NÓ DO SILÊNCIO


Já manifestei o meu agrado por pequenas aldeias 
que vou encontrando no meu caminho, 

sempre que faço uma ESCAPADINHA...

muitas das vezes sem saber o que vou encontrar, 

aí a surpresa é ainda maior e muito melhor. 

Assim aconteceu com ALTE, e agora com CACELA...

"A ALDEIA DE ALTE E A POESIA" 
foi um título que usei há algum tempo, 
quando fiz um post sobre outro recanto de ALGARVE 
que ADORO. 

Hoje o título deste post também poderia ser "CACELA E A POESIA"

mas decidi dar-lhe o título de algo que faz parte de uma das minhas fotos.




Andando por aquelas pequenas ruelas fui encontrando poemas curtos e de uma beleza difícil de explicar.
No entanto dizem tudo sobre Cacela: da sua beleza, da sua luz, do seu calor, das suas cores. 
Também da sua história , da qual fazem parte nomes que lembram outros sítios, ainda mais meridionais. 
Os poetas , os conquistadores e guerreiros árabes estiveram ali. 
Se calhar os poetas-guerreiros ou guerreiros-poetas: ambos desejam Cacela pela sua beleza, como escreveu Sophia de Mello Breyner Andresen. 
Ambos rendidos àquele canto do Algarve, banhado pelo mar e pela ria Formosa. Tal como eu me rendi...!!!





Aqui deixo um conselho: 
quer respirar um pouco de ar puro? 

Sabe o que precisa? 
Largar a cidade grande e passar uma temporada no interior. 
...
Algo que percebi ultimamente, 
é que tenho um carinho enorme por histórias que se passam em cidadezinhas. 
Adoro o modo como todos se interajudam 
e o fato de cada lugar ter as suas peculiaridades. 

Nos livros e filmes, existem várias cidades pequenas e apaixonantes, 
porém, neste blog, optei por três que conheci para Sul de Lisboa:

ALTE que já falei e mostrei
CACELA que me refiro hoje

e ainda virá ALCOUTIM...

Então, 
pegue já as suas malas que vamos começar nossa viagem! 


15 comentários:

tulipa disse...

O poeta Ibn Darraj
nasceu em Março de 958,
na então "cidade"
de Cacela (Qastalla)
sendo-lhe por isso atribuído o epípeto al-Quastali.

Segundo o catedrático de História Medieval e Presidente da Fundación al-Idrisi Hispano Marroqui,
Ahmed Tahiri,
foi o sétimo bisavô do poeta,
de nome Darraj
quem fundou a povoação de Cacela após a conquista do al-andaluz pelas tropas árabes e berberes comandadas por Tarik Ali Ibn Zyad, no ano de 711.

A Cacela (Qastalla)
do período islâmico
viria a ser o primeiro aglomerado de carácter urbano situado a Sudeste do actual Algarve,
tendo vindo a ganhar particular importância em meados do século X, durante a vida de Ibn Darraj.

tulipa disse...

ADORO POESIA

...

no entanto não posso dizer
que
foram as palavras dos poetas
que me levaram a CACELA.

eu desconhecia
...
o que iria encontrar!

...no futuro poderão funcionar
como mapa
e cartão de visita.

Quando lá cheguei,
encontrei as palavras
que tinha lido
nas paredes das casas brancas, ainda mais brancas
por causa da luz
anunciada nos versos.

Catarina disse...

Fizeste-me desejar conhecer mais aldeias.
Sempre ouvi falar em Cacela mas não conheço.
Gosto muito de Alte e adorei a única vez que visitei Alcoutim e o seu castelo. Ainda quero lá voltar e subir de novo o Guadiano e almoçar num sitío que de momento não me recordo.... Não é Sanlúcar, onde tb parámos para um refresco... Creio que a nome do lugar começa por P... : )

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Não conheço nenhuma destas aldeias, mas parece que as surpresas são muitas e são sempre agradáveis.

João Menéres disse...

Da última vez que estive em Cacela, também fotografei auelas folhas atrás da igrejinha...e a placa toponímica IBN DARRAJ.
Ainda não tive oportunidade de postar nada !...
Estava um calor abrasador e um céu bem azul.
Conheço as três localidades.

Um beijo e parabéns pelo post.

Agulheta disse...

Amiga Tulipa!Magnifico post que escreve,para quem não conhece é muito bom dar a conhecer.Adorei ver estas casas,cheias de histórias que o tempo levou,mas que fica impregnado em cada pedaço,as fotos estão lindas.
Beijinho

Ailime disse...

Olá Túlipa, que precioso momento e que saudades! Que bom foi regressar a Cacela onde durante alguns anos passamos férias numa praia próxima e Cacela era visita obrigatória quase diariamente. Belíssimas fotos e elucidações. Bem-haja. Beijinhos Ailime

Dulce disse...

belissimas fotos e como sempre excelentes textos que me deixam com vontade de levantar da cadeira e ir a caminho...

DE-PROPOSITO disse...

Olhei as fotos e contemplei a sua beleza. Alíás, a beleza está em tudo o que nos rodeia! Contemplar uma árvore, uma pedra, um insecto tudo nos enleva. É algo de bom que possuimos, o saber 'olhar'.

Que a felicidade ande por aí.
Manuel

aflores disse...

Foi bom rever locais que conheço e que desejo sempre voltar.
Assim haja possibilidade.

Tudo de bom.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Não conheço, mas deve ser maravilhoso andar por aí. As fotos são lindas.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

. intemporal . disse...

.

.

. venho buscá.la a Cacela . onde tão bem soube perpetuar o tempo no espaço histórico . para a levar a Leiria .

.

. ande . venha daí . :) .

.

. [.belíssimas as Suas fotografias.]

.

. um bom resto de.domingo .

.

. um beijo meu .

.

.

Manuel Luis disse...

Sim, percorri aquela costa e algumas praias de ouro, vale a pena voltar.
Tens aqui umas fotos bem boas, pena que o céu não estivesse mais azul, mas deu um certo toque de poesia.
Bj

Manuel Luis disse...

Cacela uma praia muito fácil de la chegar através de barco. Recomenda-se para crianças, não esquecer levar sombreiro, agua e garrafas vazias para as conquilhas.

GarçaReal disse...


Gostei imenso do teu post. As fotos são magnificas e o texto igualmente bom. Honestamente nunca tinha ouvido falar desta localidade , mas fiquei curiosa.

Espero que andes mais animada e que a luz já esteja a brilhar no teu coração. Olha ao fundo pois lá há sempre uma chama a arder, mesmo que seja ténue.

Bom fim de semana

Bgrande do Lago