sexta-feira, 8 de agosto de 2014

MODIFICAR A QUALIDADE DA RELAÇÃO COM O MUNDO


Não existe uma vida feliz, apenas momentos felizes... 
será uma frase feita?
pois que seja...mas essa é a grande verdade!
Aproveite cada momento, seja um olhar, abraço ou beijo; 
são momentos únicos, que ficam na eternidade... 
Viver o momento presente traz a plenitude da vida. 



No momento presente decidi fazer uma nova experiência,

não será a idade que me impedirá...

quem sabe a falta de saúde me impeça, 

mas...enquanto puder hei-de aproveitar e bem. 

O que se passa nas primeiras fotos?

na 1ª o bungalow que me estava destinado Nº 14, 

de seguida abro a porta e espreito o que me espera, 

trato de juntar as camas e preparar o meu espaço...



assim que abro a porta do meu bungalow, 

deparo-me com esta vista: do outro lado da rua 

um espaço aberto de convívio, em que 3 famílias, 

cada qual na sua tenda, é aqui 

nesta tenda familiar e aberta que fazem as suas refeições.

 Tudo à vontade, sem medo do alheio, 

gostei deste espírito campista...

fêz-me recordar o meu tempo de escuteira, 

onde partilhar momentos e coisas 

era o principal lema de vida.




na imagem acima, a rede de baloiço 

também partilhada por vários membros da família 

em momentos de relax absoluto 

na imagem seguinte o espaço reservado 

a um restaurante e bar no parque de campismo, 

com refeições económicas, mini-pratos; 

no bar acesso gratuito wi-fi para quem 

não consegue desligar dos computadores, 

mesmo em tempo de férias. 

A cancela tem afixado o horário de silêncio no parque, 

esta cancela baixa às 23h e volta a abrir às 7h da manhã 

 obrigatório silêncio 

e não é permitido circular viaturas nesse espaço de tempo



a área onde me fixei durante 3 dias, 

o espaço a que tinha direito: 

um bungalow com cama e mesa de cabeceira, 

luz, estendal de roupa 

e espaço de estacionamento para o carro


a recolha de lixo que era feita 2 vezes ao dia 

eu vi pela tardinha e logo de manhã


O primeiro passo para modificar a qualidade da relação 
com o mundo é dar tempo a si mesmo. 
Tornar mais lento os ritmos, estancar a sucessão 
trepidante de acontecimentos. 
É na tranquilidade que fruímos a densidade do presente 
e podemos elaborar as emoções profundas, 
aquelas que penetram fundo na alma e a convidam a crescer. 
É assim que vou vivendo os meus dias!!!

16 comentários:

Duarte disse...

É aí onde reside o mais importante, saber viver com o que se tem: num imenso e luxuoso transatlântico, num Hotel de muitas estrelas, ou num bungalow de praia. Isto demostra a preparação que tem o ser e a sua capacidade de adaptação.
Excelente eleição!
Um grande abraço

Branca disse...

Concordo com tudo o que diz o Duarte e pelo que sei de ti, imagino que esses sejam momentos de eleição, de encontro contigo e com a natureza, que é onde nos sentimos mais integrados, já que nós próprios fazemos parte dela e quanto mais nos afastamos menos felizes somos...

Dias felizes Maria, aproveita bem esses momentos.

Beijinhos

aflores disse...

Momentos perfeitos. É isso mesmo!

Adoro.

Tudo de bom.

Evanir disse...

Vale a pena ler....
Nesse Domingo comemora o dia dos pais
muitos como eu já não tem mais
a alegria da presença física de pai.
Por isso de alguma forma nesse dia
procuro estar feliz da forma
que meu pai sempre gostou.
Com certeza ficaria muito chateado
se pudesse me ver chorar nesse dia.
Guardo na memoria um pai que
mesmo sendo bravo a moda antiga.
Fui muito amada..
recordo com infinita saudades
quando brincava passando em meu rosto,
a barba por fazer.
Do almoço Domingueiro onde
minha mãe fazia a pasta
deliciosa que ela fazia.
Um abençoado final de semana.
Feliz dia dos pais independente
da Circunstância.
Beijos no coração carinhos na alma.
Evanir.
Deixei mimo na postagem como
lembrança desse dia.

São disse...

Gostei da reportagem e das fotos, mas sou demasiado comodista para campismos e afins...rrrsss


Bom fim de semana

Rosa dos Ventos disse...

Tudo é novo porque nada se repere!
Cada um vive os momentos perfeitos que lhe são destinados!

Abraço

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Agradeço a visita e as palavras amigas.
Penso que quanto menos coisas tivermos mais livres somos para estarmos em qualquer parte do mundo.
Nós gozamos mais e melhor os nossos dias desprendidos de coisas secundárias.

Crocheteando...momentos! disse...

Nunca fiz campismo mas parece-me que ia adorar um espaço igual ao que usufruiu neste verão!
As fotos adivinham belos momentos! Bj

Sofá Amarelo disse...

Bom, depois da tua reportagem, das tuas fotos e da tua escrita fiquei com vontade de, não só experimentar um bungalow, como até passar a viver num... vendia a casa e acho que isso dava para o resto da vida - não precisamos de mais espaço, desde que haja Sol, Internet e sossego, chega. Aproveitaste bem. Beijinhooos.

Elvira Carvalho disse...

Boa reportagem. Aproveite esse idílico lugar para retemperar forças, que bem necessitamos com o país que temos.
Um abraço

Nilson Barcelli disse...

A felicidade deve ser um estado de espírito, onde naturalmente haverá momentos menos felizes...
Não gosto de campismo... mas já fiz.
Beijo, querida amiga.

Graça Pires disse...

Fazer campismo desfrutando cada momento... Que bom!
Beijo.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa noite,
Excelente foto reportagem do viver uns dias num espaço agradável, longe da aglomeração e da poluição de varia ordem, sou defensor do campismo pelos benefícios saudáveis que nos dá.
Fique bem
AG

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

mfc disse...

Sou campista há mais de 40 anos e é nisto que me sinto bem!
Beijos.

. intemporal . disse...

.

.

. nunca tive uma experiência destas . mas olhe que me agrada o que vejo nas fotografias . :) .

.

. gosto muito de a ver viver assim os Seus dias .

.

. e que seja duradouro esse/este viver . e que eu o possa ver . :) .

.

. um grande beijinho .

.

.

Manuel Luis disse...

É tudo tão bonito! Porque é que os incendiários adam à solta? Porque não são severamente castigados para que não haja reincidentes.
Adoro a natureza.
Volta, bj