sábado, 28 de fevereiro de 2009

ASSIM SOU FELIZ...

Hoje vou abrir o meu coração e dizer-vos alguns casos em que sou completamente Feliz.
Quando posso participar em jogos de palavras, brincando com elas da forma que me apetecer...
A mais recente oportunidade que tive foi, a de participar no 11º jogo das 12 palavras, que o Amigo Eremita nos proporciona através do seu blog:
http://eremiterioblogspot.blogspot.com/

Aqui está o texto que fiz:
“RECORDAÇÕES”

Nas praias da minha infância, em África, passei momentos de grande felicidade.
Naquelas areias corri, brinquei. Sonhei.
Saltava para dentro dos barcos, arrumados junto às árvores, à espera dos pescadores.
Os solitários encontram-se na praia, jogam futebol de praia, estendem-se ao sol
e vivem os seus amores.
Um dia, um tremendo susto, pois um tigre que tinha fugido do zoológico, corria pelas dunas. Um perigo enorme para todos, mas Deus é Soberano e tudo se resolveu da melhor maneira.
Ao fundo, um navio espreitava, saindo do oceano.
Junto à janela, miro a solidão pendurada nos galhos dos cajueiros.
É noite de luar; o vento move os moinhos nos prazeres do destino.
No silêncio da noite ouve-se o suspiro de uma sereia na beira do mar. Olhar o céu e se arriscar pela areia da praia, vendo a lua, como quem está de partida. De repente, uma batida forte interrompe os meus pensamentos.
Diante da vasteza do tempo e da imensidão do escuro, é um imenso prazer para mim saber que estás por perto. Conheces o sabor das minhas lágrimas. Procuro o teu regaço. A cabeça deitada em linho macio, o cabelo enfeitado da luz do luar… Vem pois, Morfeu de mansinho, acalmar o meu sono agitado.
Uma oscilação forte no meu peito agoniado. Sinto a boca seca.
Mas que situação tão estranha!!!
Para quando um pouco de Paz, dentro de mim?
Na rua, filas de carros aguardam a passagem do comboio, que desliza velozmente. Perante a sacudidela do vento, as minhas roupas levantam-se e, envergonhada, afasto-me.
Dormindo, sou livre para sonhar!
Então, finalmente sorrirei.
Esta imagem representa o logotipo do "Encontro Fotográfico de Oeiras" que aconteceu dia 11 de Outubro de 2008 e pela 1ª vez participei num evento do género. Adorei, como podem imaginar! E, assim vou sendo Feliz à minha maneira.

17 comentários:

Osvaldo disse...

Olá Tulipa;
Gostei do teu jogo de palavras e conseguiste uma crónica de vida bem interessante...
Deste-nos a conhecer um pouco mais de ti e da areia da praia e do mar que tanto contam para ti.
Fizeste-nos sonhar com coqueiros paz ternura e alegria...
Transmitiste-nos amizade.
Obrigado. bjs
Osvaldo

Fa menor disse...

Ora, gostei de te ler nas doze palavras!

Beijos

paula barros disse...

Oi, Ester

Um texto com excelente narrativa.

Mas você acredita que dizem os psicólogos que até para sonhar tem um censor e por isso as vezes não lembramos. Dá para imaginar essa?

Adoro sonhar, dormindo e acordada. rsrs

abraços

heretico disse...

excelente exercício de escrita.

gostei muito

beijos

poemar-te disse...

Olá, obrigado pela visita. De facto, isto não serve para mais stress e devems ajudar-nos. Tens razão. Ainda bem que estás feliz. Isto anda a precisar de frescura. Eu prometo que não vou adoecer agarrado à net. Virei de mansinho, até porque não tenho tempo. Olha tenho lá uma edição que gostava que ouvisses e desses a tua opinião. Tudo de bom. Beijinhos.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, belo texto...Espectacular....
Beijos

gaivota disse...

um sopro de ser Feliz ao jeito de cada um, ainda bem que se assim se entende!
em 12 palavras dizes tanto, e a tua juventude por áfrica é sempre uma marca na vida, uma saudade!
beijinhos

Justine disse...

Deste excelentemente a "volta" às palavras propostas - é bom ter-te no grupo, é bom participar em desafios colectivos:))

Mocho Falante disse...

Definitivamente estás muito bem para a camara como para as letras...parabéns pelo brilhante texto

beijocas

ShiningMoon disse...

Amiga, gostei muito do teu texto e da aplicação das palavras no mesmo.
Bjitos.

Nuno de Sousa disse...

Ainda bem q vais sendo feliz à tua maneira mas, é bom te ver bem e feliz, fico contente por te ver que tens belos momentos na tua vida.
O teu texto está lindo e esse encontro foi o dia que nos conhecemos :-) e como chovia lembras-te.
Bjs amiga e sorrisos em ti,
Nuno

Deusa Odoyá disse...

Olá minha amiga sonhadora.
Que belos e ouros sonhos.
Eu sou assim e me sinto muito feliz.
Os sonhos eu os torno realidade perante meus olhos.
Adorei seu poema, sonhadora sua infância.
Adorei sua liberdade e pureza na infância. Beijinhos doces, minha amiga Tulipa.
Uma semanan de muita paz, amor e luz.
Regina Coeli.

poemar-te disse...

Desculpa. A gravação do poema ouvia-se mesmo muito baixo? No meu sistema não me apercebi. É importante saber. Obrigado. Tudo de muito bom.

legivel disse...

... um texto muito interessante e com um final "à Mirilyn Monroe": "Perante a sucudidela do vento, as minhas roupas levantam-se... " e que revela o teu interesse pela sétima arte.

Beijos e sorrisos.

margusta disse...

Querida Ester,
...Acho que todos vamos procurando formas de tentarmos ser felizes á nossa maneira...
Todoa tentamos encontrar refúgios...

Queria dar-te embora muitooooooooo tardiamente os meus Parabéns pela tua exposição de fotografia . Só à poucos dias vi o convite na caixa de correio da hotmail, e é raro eu ver essa caixa de correio, desde que abri a conta da gmail.

Pelo que vi a exposição estava muito bonita e com muita QUALIDADE!!!

Eu vou ser operada na próxima semana á mama...depois espero regressar mais animada para blogar e visitar os amigos .

Um beijo grande para ti!
Bom Domingo!

Marlene Maravilha disse...

Declares e sejas realmente feliz!!
Isso basta para a vida ir adiante!!
beijos

A Flor disse...

PARABÉNS Linda! Lindo texto... escrito com alma... Gostei bastante!

Também nasceste em África, onde? Eu nasci em Luanda-Angola, vim de lá com quase 8 anos.... Sonho um dia lá voltar para mostrar aos meus dois filhos o País onde a mãe nasceu... :-)

Beijoquinhas da Flor