segunda-feira, 18 de julho de 2011

LISBOA ANTIGA - EDUARDO GAGEIRO

LISBOA ANTIGA

através do olhar do Fotógrafo

EDUARDO GAGEIRO

na

ESTAÇÃO DO CAIS DO SODRÉ



Em JUNHO aconteceu a

"Maior Exposição Fotográfica do Mundo" em Lisboa.


Em JUNHO foram as

FESTAS

DA

CIDADE

DE

LISBOA



No dia 22 de Junho apanhei o autocarro gratuito e lá fui passeando por dentro do centro da cidade; algumas imagens do que ia vendo e captando;

na próxima foto é um dos locais onde o autocarro fazia uma paragem de 10 minutos, junto à RUA AUGUSTA, para quem quisesse, descia e ia ver as exposições que lá existiam.


Nesta foto vê-se o motorista do autocarro, numa das paragens de 10 minutos, junto à tenda de informações sobre este evento, nos RESTAURADORES.
Se quiser ver as imagens em tamanho normal é só clicar nelas.


e o passeio continuou...



9 comentários:

tulipa disse...

Exposição agendada para
Estação do Cais do Sodré (Interior)
entre 01/06/2011 a 30/06/2011, das 24h de Segunda a Domingo.

Morada: Cais do Sodré, Lisboa.
autocarros: 1-6-35-40-43-44-45-58-82-107-91(aero-bus)
metro cais do sodre,
barco cacilhas/cais do sodre, comboio: linha de cascais

TEMA DA EXPOSIÇÃO
“Lisboa Antiga”

Lisboa antiga através do olhar do Fotógrafo Eduardo Gageiro


BIOGRAFIA

Foi o fotógrafo português que deu a conhecer ao mundo os acontecimentos dos Jogos Olímpicos de 1972, em Munique. A registar momentos marcantes da Revolução de 25 de Abril, como aquele em que, na sede da PIDE, um soldado retira a fotografia de Salazar.

Um dos melhores fotógrafos portugueses de sempre.

Eduardo Gageiro já recebeu mais de 300 prémios em todo o mundo.

Apesar de adepto da modernidade, não dispensa o rolo para preto-e-branco e o cheiro do laboratório.

Aprecia paisagens mas gosta, sobretudo, de captar pessoas, o seu olhar e a sua alma.

Graça Pereira disse...

Que pena não ser aqui perto...com tantas facilidades de acesso eu não teria faltado.
Gosto das fotos de Eduardo Gageiro e do cunho muito pessoal que inculca nelas.
Beijo e uma boa semana.
Graça

tulipa disse...

É um gigante das lentes e um nome incontornável do fotojornalismo português.

Eduardo Gageiro sempre se sentiu seduzido pelas pessoas.
Não dispensa um rosto,
um sorriso,
um olhar,
um estado de alma.
Com a sua objectiva, capta o que de mais genuíno há no ser humano.

Nas suas imagens eternizadas, mostra que feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas reflectir nele a tristeza.

Contudo, regista também outros ambientes e paisagens, de preferência com uma máquina fotográfica tradicional.

Gosta do acto de fotografar com rolo, da revelação, do cheiro do laboratório e, pela sua densidade, da fotografia em preto-e-branco.
Não se considera, no entanto, retrógrado. Pelo contrário. Diz-se um homem da inovação e da modernidade.

tulipa disse...

Eduardo Gageiro já fotografou em todo o mundo.

Timor e Cuba tiveram um significado especial.

Timor, porque há muitos anos que ambicionava lá ir.

Cuba, porque conseguiu ser recebido por Fidel Castro e fotografar sem grandes restrições.

Também expôs e recebeu inúmeros prémios, tanto no País como no estrangeiro.

Mais de três centenas, dos quais se destaca o 1.º Prémio da 11.ª Exposição Internacional de Fotografia Artística da China,
em 2005, o maior concurso de fotografia do mundo, que contou com mais de 3500 participantes.

Agulheta disse...

A fotografia é uma arte tão grande ou mais que a pintura em alguns casos,eu admiro muito quem tira boas fotos,aqui tem o cunho de grande...Eduardo Gageiro,pena é que tudo seja no sul e pouco norte ou província.
Beijinho

mfc disse...

Visitar uma exposição do Eduardo Gageiro... e está o dia ganho!

Maria disse...

Aqui tão perto e só soube desta exposição tarde demais. Sendo hoje o dia internacional da Amizade e do Amigo, passei especialmente para deixar um abraço bem apertadinho e um grande beijinho.
“A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delícia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você.” (Ralph Waldo Emerson)
Maria

. intemporal . disse...

.

.

. ester,,, .

.

. muito nos ensina acerca dos eventos desta cidade . da qual somos também parte integrante e que tantas vezes . pelos mais variados motivos . ou simplesmente pela distracção . deixamos passar literal.mente "ao lado" . os acontecimentos que são a sua alavanca maior .

.

. por mim falo . que todos os dias passo no Cais do Sodré . e sempre a pé . e nunca me apercebi de nada disto . :( .

.

.

. um beijo .

.

.

Sofá Amarelo disse...

EDuardo Gageiro, com certeza o maior fotógrafo português de todos os tempos!