domingo, 10 de julho de 2011

MAIOR EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA DO MUNDO






EXPOSIÇÃO DE LUÍSA FERREIRA



"HÁ QUANTO TEMPO TRABALHA AQUI?"


RUA AUGUSTA






12 comentários:

tulipa disse...

15 fotografias desta série,
de lojas da Baixa ao Chiado
no 1º quarteirão da Rua Augusta
integrada em
“Lisboa 2011 Exposição Fotográfica”

Luísa Ferreira é uma fotógrafa portuguesa, nasceu em Lisboa, em 1961.
Com formação em Geografia, trocou o curso pela fotografia.
Começou a fotografar profissionalmente em meados dos anos 80 e interrompeu a actividade diária de fotojornalista em 1998, após trabalhar sete anos no jornal diário Público e dois anos na Agência de Notícias norte americana Associated Press.

Continua a colaborar com a imprensa.

Paralelamente, expõe individualmente com regularidade desde 1989, desenvolvendo projectos pessoais e trabalhos de encomenda, nomeadamente:
• "Os objectos já não têm cores / mas as sombras dos objectos têm as cores deles / um amigo meu / que tem a chave das docas / também pensa assim" (Picabia), no Armazém AB do Porto de Lisboa, 1993;
• "Capitão Goma" na Casa d'Os Dias da Água em Lisboa, em 2003;
• "Fora de jogo", projecto realizado no âmbito do Arte em Campo do Instituto das Artes em 2004 ,
• "Há quanto tempo trabalha aqui?", fotografias sobre as lojas antigas de Lisboa e as pessoas que as habitam, iniciado em 1994, Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa, 2005 .
Expôs nos Encontros da Imagem de Braga nos anos 1994, 1995 e 1996 e nos Encontros de Fotografia de Coimbra em 1994.
Participou igualmente em várias exposições colectivas no país e no estrangeiro.
Primeira escolha nos Recorridos fotográficos da ARCO98 (Madrid) com "Éter".

Tem fotografado regularmente escritores Portugueses.

Publicou, entre outros, o livro "Azul" (2002) sobre os não-lugares, com texto de Agustina Bessa-Luís e editado pela Ambar.
Está representada em diversas colecções nacionais e estrangeiras.

Actualmente é professora convidada no IADE (desde 1996) e ETIC (desde 1998) onde lecciona a cadeira de foto-jornalismo.

tulipa disse...

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS:

> ”nós", instalação de fotografias na paisagem frente ao Tejo e Galeria Augusto Cabrita, Seixal, fotografia cor, 2011.
> " nós", Galeria Pente 10, Lisboa, fotografia e video Coluna Vertebral, 2011.
> " Os presentes, os ausentes", Casa do Artista, Góis, fotografia e video "Natural", 2010.
> "Aurora dos Caminhos", Cinema São Jorge, Lisboa, instalação de fotografia, video e som, 2009.
> "Martim Branco em Martim Branco", Martim Branco, instalação de fotografias na Paisagem e na Casa das Artes, cor, 2008
> "CFG", Bica do Sapato, Lisboa, côr, 2007
> "interiores", P4 photography, Centro Cultural de Belém, Lisboa, côr, 2006
> "Capitão Goma", Sala da Nora do Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco, P/B e digital côr dentro de insufláveis em PVC, video, 2006
> "Há quanto tempo trabalha aqui? ", Centre Culturel La Chesnaie, Ville de Beauchamp, Val D'Oise, França, P/B, 2005
> "Regards croisés sur Lisbonne", salle des fêtes de Beauchamp, Ville de Beauchamp, Val D'Oise, côr, 2005
> "Fazer Ciência", Ministério da Ciência e Tecnologia e Ensino Superior, Lisboa, côr, 2005/2006
> "Há quanto tempo trabalha aqui? ", Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa, Lisboa, P/B, 2005
> "Fora de jogo", varandas do Clube Português de Artes e Ideias, Lisboa, instalação de arte pública, duratrans, 2004
> "Capitão Goma", Museu da Imagem, Braga, P/B, digital côr dentro de insufláveis em PVC, video, 2004
> "A orla da cidade", estação ferroviária de Santa Apolónia, instalação de arte pública, textos de vários autores, 2004
> "Capitão Goma”, Casa d’Os Dias da Água, Lisboa, P/B e digital côr dentro de insufláveis em PVC, 2003
> "Azul", Galeria imagoLucis, Porto, digital côr, 2003
> “As Crianças são o nosso Espelho”, Centro de Artes e Espectáculos, Figueira da Foz, P/B e Polaroid, som Maria Flor Pedroso, 2002
> "Luz para as Abadias" Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz Panorâmicas P/B, Polaroid, som António Coxito, 2002
> “PALCO_Fora de Palco”, Teatro Viriato, Viseu, P/B e côr, 2002
> “Dramaturgias II”, Bienal de S. Paulo, Brasil, IPLB, P/B e digital côr, 2002
> "51 Autores Portugueses", Biblioteca Jesus Delgado Valhondo, Mérida, Espanha, P/B, 2002
> “Dramaturgias”, Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém, Lisboa, P/B e digital côr, 2001
> “Fotografias de Escritores Portugueses”, Famafest’2000, Biblioteca Camilo Castelo Branco, Vila Nova de Famalicão, P/B, 2000
> Perfil de Portugal, módulo de Portugal, Plaza de España, Madrid, instalação de arte pública, P/B, 2000
> “Cine-Teatro Avenida”, Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco, P/B, 2000
> “Escritores Portugueses”, Circulo de Belas Artes, Madrid, P/B, 2000
> “Le Portugal au Salon du Livre 2000”, Pavilhão de Portugal no Salão do Livro, Paris, P/B, 2000
> “Paris fin de siècle”, Livr. Francesa, Lisboa, Polaroid, 2000
> “Salgueiral Projecto Fotográfico”, CENTA 10, instalação de Arte Pública permanente na Tapada da Tojeira,Vila Velha de Rodão, digital côr e P/B, 1999
> “Experimentando a Ciência”, Centro Cultural Malaposta, Loures, côr, 1998
> “Je designe par Portugal toutes sortes de choses”, Théâtre des Salins, Marseille, P/B técnica mista, 1998
> “Quartel 1998”, Castelo Branco, côr, 1998
> “Fernando Namora itinerário de uma obra”, Castelo Branco, P/B e côr, 1998
> “ …a chave das docas…” , Av. de Berlim, Lisboa, instalação de arte pública, Polaroid, 1998/2000

tulipa disse...

> “Movimentos na Margem”, Galeria Novo Século, Lisboa, P/B técnica mista, 1998
> “Escritores”, Casa Fernando Pessoa, Lisboa, P/B, 1998
> “Lisboa”, no Quarto de Fernando Pessoa, Casa Fernando Pessoa, P/B técnica mista, 1998
> “Portuguese Writers in Frankfurt”, Pavilhão de Portugal, Feira do Livro de Frankfurt, P/B, 1997
> “Poetas Portugueses”, Maison de la Poésie, Paris, P/B, 1997
> “o ouro, o azul”, Galeria Mitra, Lisboa, P/B técnica mista, som Jorge Fonseca, 1996
> “O ar era azul”, Galeria Diferença, Lisboa, Instalação, som Miguel Santos,1994
> "Os objectos já não têm cores / mas as sombras dos objectos têm as cores deles / um amigo meu / que tem a chave das docas / também pensa assim", Picabia, Armazém AB, Porto de Lisboa, Polaroid, som Miguel Santos, 1993
> “Matérias”, Museu de História Natural, Lisboa, P/B, 1992
> “Ciúme”, Teatro da Trindade, Lisboa, baseado em “A mais Forte” de Strindberg, P/B técnica mista, 1991
> “Uma História”, Atira-te ao Rio, Almada, P/B, 1990
> “Teatro”, Casa dos Tabuenses, Lisboa, P/B, 1989

Jorge disse...

De hoje em diante vou seguir o blog "de Abril em diante". Gostei!

Lilá(s) disse...

Fiquei por aqui aprendendo! bom post amiga!
Bjs

Dulce B. disse...

belissimas fotografias muito bem documentadas, parabens, bjitos.

mfc disse...

Há exposições temáticas formidáveis!
Esta é bem original!

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Tulipa, gostei...Espectacular....
Cumprimentos

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA disse...

Linda Tulipa,
Terei todo o prazer de a poder informar, sobre o seu pedido.
Macau é as Las Vegas do Oriente, Tailândia um mundo fantástico.
Para informações mais detalhadas agradecia que envia-se um e-mail para toicambeta@hotmail.com
O meu sincero obrigado

Sérgio Pontes disse...

Deve ser bastante interessante, a exposição ainda estará por lá?

Abraço

Zé Povinho disse...

A fotografia de um comércio quase em extinção. Uma ideia feliz e bem visível.
Abraço do Zé

. intemporal . disse...

.

.

. muitoooooo bonito,,,, túlipa Ester . :) .

.

. um beijo meu .

.

.