quarta-feira, 7 de setembro de 2011

CHÂTEAU D' IF - MARSELHA

O barco seguia o seu caminho e MARSELHA ia ficando para trás!

Seguem umas indicações sobre MARSELHA que não visitei, mas vi, ao longe, através da viagem de barco.
Só sei que estive na PORTA DA PROVENCE e segundo o que li, merece uma visita, um dia, quem sabe!!!

MARSELHA - PORTA DE LA PROVENCE
Marselha, capital da Mediterrânea, oferta aos visitantes autenticidade dos seus 26 séculos de história, a convivialidade dos seus habitantes e a riqueza do seu património.
Venha explorar seus 111 bairros, apreciar sua tranquilidade, descobrir seus museus e percorrer seus "calanques" de uma beleza extraordinária.
Marseille tem o charme das cidades que não se esquecem.

* A não perder
- Admirar o panorama desde Notre-Dame-de-la-Garde
- Descobrir os pequenos portos de pesca, as angras, o castelo de If e o arquipélago Frioul
- Passear pelos mercardos de Marseille
- Beber um pastis no pôr do sol no Porto Antigo
- Ver uma exposição na Vieille-Charité e passear no bairro do Panier
- Viver um jogo no Estádio Vélodrome
- Fazer um jogging na corniche
- Provar as especialidades gastronómicas :
a bouillabaisse, os pés e "paquets", as navettes…





O Castelo de If está localizado na Baía de Marselha e é um dos mais importantes lugares para visitar, poderá encontrar em França.
O CASTELO ESTÁ CONSTRUÍDO SOBRE UMA PEQUENA ILHA NO ARQUIPÉLAGO DE FRIULI, na BAÍA DE MARSELHA.
No século XVI Marselha, foi assediada várias vezes e o monarca Francisco I mandou construir uma fortaleza do castelo nesta ilha. Além disso, esta ilha era usada como uma prisão, e são muitos os famosos piratas e prisioneiros que passaram por aqui, tais como o homem da máscara de ferro (uma lenda), o Marquês de Sade é um outro mito que, supostamente, esteve nesta prisão, o Conde de Mirabeau ....
O farol, a prisão, o castelo, tudo hoje é um lugar agradável para visitar durante as suas férias no sul da França.




Nesta imagem o barco segue em direcção ao Château d'If




O castelo de If fica situado numa ilhota rochosa a cerca de 3 km a oeste de Marselha.
Francisco I procedeu à fortificação da ilha que dá o nome ao castelo para a proteger de ataques marítimos no ano de 1524.
É precisamente na altura em que manda executar estas construções defensivas que dota a ilha de um castelo.
Trata-se de um castelo-fortaleza edificado nessa mesma data e vem na sequência da atividade construtiva de estruturas castelares que levou a cabo na região do Loire. No fim do século XVI o monarca completou a obra de proteção com a colocação de um sistema de bastiões em torno da ilha.
A partir de 1634 o castelo é transformado em prisão de Estado, tornando-se famoso pelos prisioneiros que albergou, nomeadamente Mirabeau e Philipe Égalitè.
O CASTELO DE IF é igualmente imortalizado na OBRA DE ALEXANDRE DUMAS, O CONDE DE MONTE-CRISTO, onde apresenta como prisioneiros o Abade de Faria e o próprio Edmond Dantes.





AO LONGE - MARSELHA:

14 comentários:

tulipa disse...

A fortaleza moderna
Vindo a cidade de Marselha a ser sitiada pelas forças espanholas do Condestável de Bourbon,
o rei Francisco I de França ordenou a construção de um forte a fim de melhor proteger a cidade de um ataque marítimo.

Essa determinação foi cumprida com a construção do chamado Château d'If, entre 1527 e 1529.

Alguns autores questionam a motivação para a construção do forte, argumentando que o soberano desejava apenas vigiar a cidade de Marselha,
recém unida à França à época (há apenas 35 anos), sob o pretexto das ameaças dos Bourbons espanhóis.
Em favor deste argumento alinham o fato de que o alcance da artilharia do forte não era suficiente para atingir os sitiantes, e que o desenho de sua planta era incapaz de oferecer resistência efetiva a um ataque.

De qualquer modo, os habitantes da cidade foram hostis à construção do forte,
que empregou em sua construção a pedra retirada de antigas igrejas e conventos em ruínas na região, além de pedra de uma pedreira local onde ainda se podem ver as marcas das ferramentas utilizadas para extraí-la.

tulipa disse...

Para trás ficaram os díficeis anos de mafiosos e contrabandistas.

Hoje, Marselha é uma cidade rejuvenescida que nos deslumbra com o seu Porto Velho e as características únicas.

Do século XVII aos nossos dias
Transformada em prisão do Estado a partir do século XVII,
foi desativada dois séculos mais tarde.
Até 1950 um guarda do farol e a sua família ainda viviam na ilha.

Em nossos dias o forte é uma das atrações turísticas de Marselha.

gaivota disse...

uma bela viagem, é verdade, que também foi mes destino de férias há uns largos anos...
mas a frança não é de todo a minha eleição para voltar...
beijinhos

mfc disse...

Lembrei-me logo de Alexandre Dumas!!!

Lilá(s) disse...

A reportagem está optima como aliás é caracteristico da Tulipa...tenho o prazer de conhecr Marselha,mas há pormenores que fiquei agora conhecendo melhor.
Um beijinho

as-nunes disse...

Um dia talvez também ainda me aventure a uma viagem assim.

Boa reportagem e belas fotos.

Bjo, Tulipa

. intemporal . disse...

.

.

. bel.íssimo . querida túlipa .

.

. um castelo . o mar à volta . e marselha como pano de fundo . na mais pictórica imagética da terra e do mar em suspensão . e a mão do homem na sua amplitude construtiva .

.

. um bom fim.de.semana .

.

. um beijo meu .

.

. e o meu carinho .

.

.

Duarte disse...

Marseille une ville de France qui se tient dans la Méditerranée.
Bisous

Rosa dos Ventos disse...

Conheço bem algumas cidades francesas mas Marselha não assim como este castelo!
Muito interessante!

Abraço

Luís Coelho disse...

Boa noite

Nem sempre estes passeios com estes programas aliciantes me convencem.

Vivemos num mundo onde nos querem servir gato por lebre.

Desejo que da próxima vez as coisas sejam melhores e que regresse com a alma cheia de alegria.

Luís Coelho disse...

Bom dia
Hoje apenas para lhe desejar coragem.
A vida apresenta-se muitos dias com facetas inesperadas e que não se enquadram naquilo que desejamos.

Precisamos de ser fortes para vencer cada dia conservando a paz interior, o sorriso para os que nos pisam, o amor para os que nos desprezam...

Continua vivendo como se nada te magoasse, sorrindo como se tudo fossem rosas perfumadas à tua volta.

Beijinhos cá de casa e que tenha uma boa semana.

Manuel Luis disse...

Fico com as imagens e as historias que muito bem escreve.
Eu fico cá dentro, entre Algarve e Coimbra e mesmo assim estão muitos pontos para descobrir.
Beijo

Catarina disse...

Ótima reportagem! Podes continuar.

Sofá Amarelo disse...

As tuas fotos estão fantásticas, mas precisam só de um cheirinho de photoshop para tirar essa névoa - se me quiseres mandar depois eu reenvio-tas.

Muitos beijinhos!