domingo, 12 de fevereiro de 2012

OS DESCENDENTES - GEORGE CLOONEY

Depois da "Comédia de humor negro" de Roman Polanski

rodado todo no interior de uma sala,

ver este filme, é uma benção...com imagens de exterior no Hawai.




Já aconteceu a festa do Globo de Ouro 2012 e muita gente ficou surpreendida com a vitória de OS DESCENDENTES (The Descendants) na categoria Melhor Filme de Drama,



O filme estrelado por George Clooney, que também lhe rendeu o prémio de Melhor Ator de Drama é baseado na obra homônima de Kaui Hart Hemmings, romance de estreia da jovem autora americana.

Conta a história de Matthew King, um homem de grande influência na ilha onde vive, pois seu ancestral, um missionário, casou-se com uma princesa havaiana; fazendo de Matt descendente da realeza e um dos maiores proprietários da região.



Porém a história muda de tom, no momento em que sua esposa sofre um acidente e fica em coma, deixando ele e suas duas filhas desnorteados. Agora Matt precisa enfrentar seus próprios fantasmas, conhecer melhor suas problemáticas filhas e superar obstáculos financeiros.

Os primos de Matt tentam convencê-lo a vender suas terras, pondo em risco a perda de todo o seu legado e prestígio.


Direção: Alexander Payne
Elenco:

George Clooney (Matt King),
Shailene Woodley (Alexandra King),
Amara Miller (Scottie King),
Patricia Hastie (Elizabeth King),
Gênero: Comédia Dramática




Alexander Payne (“Sideways” e “As Confissões de Schmidt”)

regressa com “Os Descendentes”,

adaptação do romance da escritora havaiana Kaui Hart Hemmings.

(texto e imagens da net)

8 comentários:

tulipa disse...

Alexander Payne (“Sideways” e “As Confissões de Schmidt”) regressa com “Os Descendentes”,
adaptação do romance da escritora havaiana Kaui Hart Hemmings,
ao universo puramente masculino, jogando com as noções de sexo forte e fraco em relação ao feminino, investindo em mais uma abordagem bem definida e totalmente descomplexada.

Mas não só.

É ainda marco seu uma justa combinação de humor e drama na forma como dá volume e densidade às personagens e suas histórias.

Não em doses iguais, mas aplicada caso a caso.

Ora aqui o caso é sério, moderadamente dramático e pouco humorístico.

Matt King (George Clooney) é um pai de família a braços com duas filhas rebeldes desde que a mulher caiu num coma profundo e irreversível.

Longe do idílio sobre a vida no Havai, onde vive, dá o seu melhor para manter a família unida e prepará-la para a perda de Elizabeth.

mfc disse...

Claro que não deixarei de ver...
Está já agendado.

BRANCAMAR disse...

Estava a pensar ver há uns tempos, mas a opinião menos positiva de duas pessoas que viram o filme fez-me desistir da ideia e uma delas é bastante cinéfila e aprecia excelente cinematografia, mas quem sabe ainda verei, talvez o sinta de forma diferente.

Este fim de semana vi a "Dama de Ferro", execlente interpretação, genial mesmo, mas aí nunca tenho dúvidas, sempre que se trata de Meryl Streep nunca me arrependo.

Quando vir os "Descendentes" falarei da minha opinião.

Obrigada pela sugestão.

Beijinhos
Branca

Pedro Coimbra disse...

Ainda não vi o filme, mas a curiosidade cresce a cada crítica que leio.
Boa semana!!

Luis Miguel Inês disse...

Logo que possa tentarei ver...bjs

Nilson Barcelli disse...

Ainda não vi, mas parece-me bom pela leitura do teu magnífico post.
Beijo, querida amiga.

Sofá Amarelo disse...

Acreditas que nunca vi um filme do principio ao fim com Clooney?

looking4good disse...

Já vi! Quando as expectativas são grandes ... acaba-se um tanto desiludido. É por isso que, geralmente, em matéria de cinema não leio as críticas antes de ver. Não fosse Clooney ser o actor...
No entanto, o drama familiar (com morte e adultério...) e a relação filha-mãe trás uma certa densidade ao filme ... um tanto desperdiçada com a presença humorística/patética do namorado da filha. Enfim...
Uma boa semana com muitos sorrisos, flores e ...poesia