terça-feira, 3 de abril de 2012

FESTIVAL CURTIÇA 2012 - BARREIRO

Festival Curtiça 2012 no Barreiro
Nos dias 30 e 31 de Março e 1 de Abril aconteceu o Festival CURTIÇA

no Convento Madre de Deus da Verderena,
na freguesia do Alto do Seixalinho.


Fiquei muito orgulhosa pelo convite que me fizeram de expôr algumas das minhas fotografias.


Houve:
Música, arte circense, arte de rua, artesanato, marionetas, poesia, agricultura, exposições de pintura, escultura e fotografia, literatura e registos históricos sobre o tema da cortiça foram a matriz do festival.
Segundo referiu alguém da Junta de Freguesia do Alto do Seixalinho, esta é uma inciativa dos jovens, que conta com o apoio da autarquia.
"uma iniciativa que se prolongou por três dias com muitas actividades e que valeu a pena acompanhar, porque é mesmo de curtir " - sublinhou alguém que acompanhou
este projecto inovador no concelho do Barreiro.

Refira-se que a CORTIÇA foi o tema que deu o mote para este Festival CURTIÇA.

Muitos jovens estiveram envolvidos neste projecto de animação cultural.


as minhas fotos no único placard que me foi concedido


havia outros artistas que também expuseram as suas obras:





inicialmente estava destinada a zona do jardim para todas estas exposições, mas com a ameaça de chuva em todo o fim de semana, foi decidido que ficavam expostas nos claustros do convento (imagem abaixo)




gostei muito das obras deste ARTESÃO de ALHOS VEDROS


também gostei destas carteirinhas feitas com pacotes de açucar e de chá, ideia muito original




A construção do Mosteiro da Verderena, o décimo sétimo da Província de Santa Maria da Arrábida, teve o seu início formal a 18 de Dezembro de 1591, dia consagrado pela Igreja Católica à expectação do parto de Nossa Senhora e daí a designação do orago: Nossa Senhora da Madre de Deus.

O edifício só ficaria concluído 18 anos depois, em 1609.

A fundadora do Convento, Dona Francisca de Azambuja, descendia de uma das mais ilustres famílias barreirenses, cujas referências datam de finais do século XV.

Com a morte de seu marido, Álvaro Mendes de Vasconcelos, na batalha de Alcácer Quibir, Dona Francisca que não voltou a casar nem teve descendentes, dedicou parte importante da sua vida e fortuna pessoal, a uma obra com a qual deixaria o seu nome ligado à história do Barreiro: o Convento da Verderena.

11 comentários:

tulipa disse...

A tipologia deste Convento
inseria-se perfeitamente no contexto das edificações dos Franciscanos Arrábidos,
cujo rigor imposto pelos Estatutos da Província, enunciavam com precisão e minúcia, todas as características arquitectónicas que as mesmas deveriam possuir, que privilegiavam as fórmulas de simplicidade e austeridade, procurando conciliá-las com soluções utilitárias e económicas.

Ao longo dos séculos, o edifício sofreu profundas alterações que lhe modificaram, sensivelmente, a fisionomia.
Do convento concluído nos primeiros anos do Século XVII, poucos são os elementos presentes, para além do
pórtico da fachada Sul;
entrada principal do estabelecimento;
algumas cantarias (porta de acesso ao coro alto e outra para o exterior da cela), e um conjunto bastante variado de fragmentos azulejísticos, bem representativos deste período.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Deve ter sido fascinante....Parabéns pela participação.
Ando tão atarefada no trabalho e a perder tantas coisas belas...

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA disse...

Estimada Amiga,
Fiquei encantdo com o que me dado ver, lindo.
Meus parabéns pela exposiçáos de suas lindas fotos.
Abraçoa migo

lino disse...

Essa da "curtiça" já é do acordo do Malaca? Ou caiu o "o" da curtição?
Beijinho

Lilá(s) disse...

Meus parabéns pela exposição, as fotos estão uma maravilha!
Bjs

Sofá Amarelo disse...

Um espaço lindíssimo e aqui tão perto - espero que a Câmara do Barreiro o recupere pois parece um local privilegiado para fazer este tipo de eventos.

mfc disse...

Parabéns pela exposição...
E que fiques feliz por poderes expor.
Tenho que pensar numa coisa dessas também.

. intemporal . disse...

.

.

. que bonito . querida túlipa .

.

. um momento de oiro . que res.guardo para a posteridade .

.

.

. desejo.Lhe uma Santa Páscoa .

.

. e,,, . depois . quando regressar . quero saber tudo . mas mesmo tudo . essencial.mente espero que realize belas fotografias . até por.que . terá tantos . mas tantos motivos para isso . ;) .

.

. um beijo . sempre amigo .

.

.

lua prateada disse...

Sempre maravilhoso aqui passar...
Passando apenas para desejar uma Páscoa muito Feliz e, que jamais esqueçamos Aquele que morreu na cruz por nós...Felicidades, beijo meu...

SOL

Maria disse...

Amiga Tulipa parece ter sido uma exposição muito interessante. Lindas fotografias e acredito que tenha ficado muito feliz, pois é sempre muito bom vermos o nosso trabalho reconhecido.
Desejo-lhe também uma Páscoa muito feliz, plena de alegria, saúde e paz.
Beijinhos
Maria

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje passando para desejar uma Páscoa Feliz e cheia de amor e paz, junto de todos que lhe são queridos.

Beijinhos com carinho
Sonhadora