sábado, 23 de junho de 2012

O EXÓTICO HOTEL MARIGOLD


Após 2 meses e meio de ausência às salas de cinema, o meu regresso foi a escolha de um belo filme, que ADOREI - o EXÓTICO HOTEL MARIGOLD.

Foi também o meu regresso à fabulosa Índia, que conheci em 2008 e que amei conhecer - vontade de voltar lá - porque foi de lá que trouxe a tranquilidade de alma que eu estava a precisar, posso dizer: vim outra pessoa, depois de ter estado 12 dias na Índia.

A primeira imagem que apresento é de duas protagonistas fazendo um passeio de tuk-tuk pelas ruas de JAIPUR na ÍNDIA.
Na imagem abaixo vê-se o grupo de 7 reformados - no aeroporto - que decidem partir para a Índia à procura de lazer e repouso após o término das suas vidas profissionais.




Sinopse



“O Exótico Hotel Marigold” conta a história de um grupo de aposentados britânicos que decidem transferir suas aposentadorias para a Índia, local mais econômico e, aparentemente, exótico.
Atraídos por anúncios do recém-restaurado Hotel Marigold e seduzidos com visões de uma vida de lazer, eles chegam para encontrar no palácio um espelho de suas vidas.
Embora o novo ambiente seja menos luxuoso do que imaginavam, eles serão transformados por suas experiências compartilhadas, descobrindo que a vida e o amor podem começar de novo quando se deixa de viver no passado.



 

Eles eram totalmente desconhecidos uns dos outros, mas a viagem que decidiram fazer, aproximou-os e criaram-se fortes laços de Amizade.

Nesta imagem o homem que leva o papel na mão, com o nome de uma morada, vai ver o grande amor da sua vida, que perdeu o contacto há 40 anos e os Amigos acompanham-no, pois ninguém sabia se na realidade a morada era falsa ou verdadeira. Apoio incondicional.


Evelyn Greenslade (Judi Dench) perdeu o marido recentemente.
Graças às dívidas deixadas pelo finado, ela tem de vender o apartamento
em que mora e procurar outro lugar para viver.
Graham Dashwood (Tom Wilkinson) é advogado que não consegue parar
de olhar para o passado e lembrar de tudo o que perdeu em uma época
da sua vida. Já perto da aposentadoria, ele decide procurar aquilo que não tem.
Douglas e Jean Ainslie (Bill Nighy e Penelope Wilton, respectivamente)
são um casal aposentado que não se contentam em trocar os anos gloriosos
de trabalho por paz em uma pequena casa, esquecidos dos outros.
Madge Hardcastle (Celia Imrie) é uma avó de família que não aguenta a vida
como avó, e decide sair de casa para poder procurar um marido.
Norman Cousins (Ronald Pickup) é um idoso que tenta procurar uma mulher
e provar que ainda é um bom partido.
E Muriel Donnelly (Maggie Smith) é uma mulher preconceituosa,
que tem de fazer uma cirurgia nos quadris, mas não consegue
ser atendida rapidamente pelo sistema de saúde inglês.
Todos os sete, que nunca se viram na vida,
acabam tendo uma coisa em comum:
a viagem a Índia que fazem para ficarem hospedados no
Exótico Hotel Marigold,
uma bela pousada feita para tranquilidade e paz.
Ao chegarem lá, descobrem que o hotel não é aquilo que esperavam,
mas acham mais do que procuravam naquela viagem.
(imagens da net)

17 comentários:

tulipa disse...

JUDI DENCH encabeça o elenco de veteranos neste delicioso drama
dirigido por JOHN MADDEN.

Judi inclusive é antiga parceira nos trabalhos do diretor.

Se a minha vida pudesse transformar-se na ficção,
eu queria viver
o papel de Judi Dench na vida real,
amei toda a sua personagem,
não é por acaso que é ela que aparece em quase
todas as fotos que apresento.

tulipa disse...

O terreno cinematográfico
está sempre preparado para as comédias ou para os dramas,
e ainda mais para a mistura de ambos.

Mas a jovialidade é, na maioria das vezes, garantida como certa.

A atração do público é mais por gente nova, por caras mais jovens.

Normalmente, quando a terceira idade aparece em algum gênero de comédia ou drama é como uma subtrama, sem nunca se colocar a frente do foco principal.

Obviamente, algumas exceções fogem a essa regra, e aqui podemos colocar o novo filme de John Madden, o mesmo diretor de Shakespeare Apaixonado.

O Exótico Hotel Marigold aposta exatamente na terceira idade inglesa dialogando com o contemporâneo, descobrindo e se descobrindo a cada cena que se passa.

tulipa disse...

Na minha modesta opinião achei este filme, uma obra reflexiva…

é sempre bom não levarmos grandes expectativas, seja que filme for.

Gostei do Exótico Hotel Marigold - mérito do filme de ser bom – o roteiro é leve e descontraído.

Grande parte do filme passada em pequenas cenas dos personagens conhecendo a Índia ao som da trilha sonora de Thomas Newman, Judi Dench acaba parecendo Julia Roberts na busca de si mesma em várias cenas.

O humor está ali, o drama também, e obviamente que um romance acaba aparecendo de alguma parte.

Um filme divertido e que arrisca na exploração da melhor idade como protagonista, esse é Exótico Hotel Marigold.

Quase um Comer, Rezar, Amar na terceira idade.

O Exótico Hotel Marigold
(The Best Exotic Hotel Marigold, Reino Unido, 2011)
Direção: John Madden
Roteiro: Ol Parker,
Deborah Moggach

Elenco: Judi Dench,
Bill Nighy, Maggie Smith,
Tom Wilkinson, Dev Patel,
Penelope Wilton, Ronald Pickup, Celia Imrie, Tena Desae

Duração: 125min.

O Profeta disse...

Vem escutar a música da noite
Vem sentir a vida num piscar de olhos…

Bom fim e semana

Mágico beijo

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga, parece ser um excelente filme. Obrigado pela partilha.
Bom domingo
Beijinho
Maria

mfc disse...

Um filme simplesmente adorável!!
Beijinhos,

Ser humano disse...

hum tipico filme que eu gosto. Filme com bases no dia a dia do ser humano. Com certeza vou procurar para ver. bjokas

Ailime disse...

Olá amiga Túlipa,
Deve ser um filme bastante bom pelos aspectos que foca!
Vou tomar nota dado que há já bastante que não vou ao cinema e vou gostar de certeza!
Grata por partilhar.
beijinhos,
Ailime

Zé Povinho disse...

O modo como este filme nos é apresentado convida uma ida ao cinema.
Abraço do Zé

Maré Viva disse...

Vieste avivar uma mágoa que tive...quando fui à Guia para ver este filme, já lá não estava! Fiquei inconsolável, porque tinha visto a apresentação e ficara interessada. Agora, com o que me dizes, ainda fico mais triste...
Bom fim de semana, já foste à praia?

Beijos.

gota de vidro disse...

Sempre ler-te e levar em consideração as tuas opiniões. Despertaste-me o interesse....

Bom fim de semana

Beijitos da Gota

aflores disse...

Fiquei com curiosidade em ver o filme.

Obrigado pela partilha.

Tudo de bom.

Graça Pereira disse...

Desculpa só vir agora mas...este tempinho de verão leva-me para outros lugares. Há que aproveitar o bom tempo que, por aqui, é curto!! Já foi mais... até neste campo há mudanças...
Adorei a sinopse do filme que penso deve ser extraordinário e, não o vou perder! Obrigada pela dica preciosa.
Mil beijos para ti e, continua a ...florir!
Graça

. intemporal . disse...

.

.

. não posso perder este filme ! .

.

. :) .

.

. querida túlipa,,, .

.

. tenho andado arredadíssimo por motivos profissionais .

.

. só este fim de semana tive algum vagar para visitar quem me visitou nos meus blogues nas páginas mais recentes .

.

. deixo.lhe um beijo e prometo regressar com mais calma logo que tenha oportunidade para o efeito .

.

. paulo .

.

.

Sofá Amarelo disse...

Vi este filme no Porto há umas semanas e rapidamente subiu ao top dos filmes da minha vida, embora o 1º continue a ser Cinema Paraíso, o 2º Em Nome da Rosa e o 3º Les Uns et Les autres! Beijinhosssss

Lilá(s) disse...

Pela descrição parece-me um excelente filme. Fico curiosa pois...
Bjs

redonda disse...

Ainda não vi o filme, nem li o livro, mas tenciono vê-lo e ler o livro um destes dias.