quarta-feira, 24 de agosto de 2016

VENEZA



MOMENTOS PERFEITOS às vezes, repetem-se! 
Já tinha estado em Veneza - no século passado, ou seja, 1995.
Foi uma visita relâmpago, num circuito - como todas as visitas de circuito, são. 
Desta vez, fui num cruzeiro 
o navio atracou e...fui a Veneza sozinha, estive lá as horas que quis 
e vi apenas o que quis ver, sem andar "comandada" por alguém. 
Nestas primeiras imagens vê-se a chegada do navio de cruzeiro a Veneza - um monstro dos Mares a deslizar pelo CANAL - ao lado, barquinhos tão minúsculos para quem está no 15º piso do navio... 
é impressionante a largura do CANAL - há espaço para todo o género de barcos.
Na 2ª imagem o navio estava a posicionar-se para "estacionar"... 
Fabuloso! Como um navio desta envergadura parece um barquinho fácil de levar até ao lugar que lhe estava destinado, próximo de outros monstros do Mar.

Veneza é uma cidade no nordeste da Itália situada sobre um grupo de 117 pequenas ilhas separadas por canais e ligadas por pontes. 
Ela está localizada na pantanosa Lagoa de Veneza, que se estende ao longo da costa entre as bocas dos rios Po e Piave
Veneza é famosa pela beleza de sua arquitetura e obras de arte. 
Uma parte da cidade está como Patrimônio Mundial, juntamente com a sua lagoa.
Veneza é a capital da região de Veneto
Junto com Pádua e Treviso, a cidade está incluída na área metropolitana de Pádua-Treviso-Veneza (PATREVE), com uma população total de 2,6 milhões de pessoas.




Uma entrada em Veneza completamente diferente.

Nem por estrada, nem por comboio, nem de avião! 






Impressionante o movimento de barcos no CANAL 
(no lado esquerdo da imagem vê-se o navio, de onde estou a captar a foto)

Na imagem abaixo o Hotel Hilton 

A chegada dos turistas e das bagagens toda feita por barcos.




VENEZA é uma cidade que se você quiser “apenas” se perder por suas ruas, pontes e canais, já terá conhecido a sua grande beleza: 
a cidade em si e a sua viagem no tempo.
As principais referências para um turista que chega pela primeira vez a Veneza são: 
o Grande Canal (logo à saída da estação de comboio dá de caras com ele), 
a Praça San Marco e a Ponte Rialto: os 3 cartões postais mais conhecidos. 
Se por acaso se “perder” por lá (e isso acontecerá), 
siga as placas que há em quase toda parte: per Rialto ou per San Marco.
Bem verdade... quando quis regressar à Praça de San Marco foi mesmo este o conselho que me deram e fui lá ter na boa.
Rialto: a ponte mais conhecida de Veneza, foi construída entre 1588 e 1591, sendo uma das três pontes que cruzam o Grande Canal, fazendo a ligação aos distritos de San Marco e San Polo. Fotos clássicas são tiradas ali! Todos os dias de 9h às 12h há o Mercado Rialto do lado de San Polo, no Campo da Pescaria.



É sempre uma sensação especial 
poder ver os gondoleiros com as famosas gôndolas!

Abaixo, mais parece um engarrafamento de gôndolas.




Aconselho a visita à Basílica di San Marco: construída no século IX para guardar o corpo de San Marco (que está debaixo do altar). A entrada é gratuita, mas se quiser visitar  o Pala d’Oro (2 €), o Tesoro della Basílica (3 €) ou o museu (4 €), tem que se pagar. Aberta todos os dias das 9:45h às 17:00h e domingos das 14:00h às 16:00h. Não é permitido a entrada com mochila, bem como pernas e ombros de fora.
Palazzo Ducale: serviu como residência oficial para os duques de Veneza, além de prisão e sede do governo. Localizado ao lado da Basílica di San Marco, está aberto todos os dias das 9:00h às 18:00h. Preço:16 €. Durante a visita será possível atravessar a ponte dos suspiros, que ligava o palácio à prisão e único local onde os prisioneiros podiam ver a luz do sol.
Para me deslocar do porto, onde o navio estava atracado até ao centro da cidade tive que apanhar o Vaporetto: são os “autocarros” de Veneza. Como a cidade é toda recortada por canais, é este tipo de embarcação que faz o papel de autocarro, com pontos espalhados por toda parte. 



É apenas um  cheirinho de Veneza, muito mais tenho para mostrar 
(fotos captadas do alto da Ponte)

Se realmente quer gastar pouco numa refeição em Veneza, uma sugestão é passar nalgum mercadinho e comprar pão, bebida e algo para pôr na sanduíche. Os funcionários da parte dos frios já estão tão acostumados a isso, que geralmente se oferecem para preparar tudo.
Outra opção razoável é a pizza. A fatia custa em média 2,50€ e uma inteira entre 6,50€ e 16€, dependendo, claro, do sabor escolhido. Mas se quer realmente economizar, peça para levar, pois na maioria dos lugares comer na mesa é mais caro do que se você levar ou comer ao balcão.
Veneza é uma cidade pequena, portanto, é possível percorrê-la toda a pé tranquilamente, até mesmo porque o melhor modo de conhecê-la é se “perder” por suas ruas labirínticas. 

11 comentários:

tulipa disse...


Com muita pena minha

a apresentação do post está um NOJO.

Fico mesmo furiosa quando isto acontece!

Há problemas com o GOOGLE e com o próprio BLOGGER

tive imensa dificuldade em conseguir chegar ao blogger para construir o meu post

foi quase 1 hora a colocar fotos e fazer o texto e depois sai este péssimo resultado

PEÇO DESCULPAS
mas não sei o que se passa
Francamente!!!

No entanto espero que todos compreendam

e consigam entender o que está escrito,

foi feito com toda a dedicação e carinho, acreditem.

Ana Simões disse...

Olá Tulipa. Adorei este post, como deves imaginar e acabou passando á frente do outro que me espera há uma semana no mínimo rsss. Quanto a esta situação que falas da apresentação do texto, a mim tb já aconteceu e no meu caso era porque eu escrevia no pc e depois fazia copy paste e ficava assim.. agora escrevo directamente no blog e já não acontece, outra solução foi escolher o fundo branco para um dos meus meus blogues ou até para dois... assim já posso fazer copy paste, escrevo com tranquilidade no pc... e fica tudo bem.. MAS NÃO SEI SE O CASO AQUI É O MESMO !

Quanto á viagem por Veneza, adorei e claro que cada coisa que leio vai criando em mim mais expectativas... sem contudo deixar em aberto que tudo na vida é feito de imprevistos.... Tenho lido muito e como sabes a Joana tb me tem dado alguma informação... mas nunca é demais e virei aqui "cabular " antes de partir... O Palácio Ducal, que gostaria muito de o visitar agora já custa 19€.. é a inflação ... foi quanto a minha filhota pagou ??? mas não será pelo seu custo mas sim pelo tempo que talvez seja curto que não o poderei visitar... li que para o ver é preciso uma tarde... será ??

Agora o post em si.
Adorei a informação super útil. adorei as fotos e a perspectiva das mesmas. Que imagino tenham sido do navio. E há um pormenor que me chamou muito á atenção e quanto a mim valoriza muito a priemira fotografia em termos de composição. O facto de todos estarem de pé, observando Veneza e a rapariga do lado direito continuar descontraída tomando banhos de sol. apesar de haver outra sra , mais junto da "varanda" tb deitada, esta é que faz a diferença na composição. Esta foto, assim como todas contam uma historia. e fotografia é isto !!

Beijinho

João Menéres disse...

Não classifico esta postagem de nenhum NOJO !

Se não o dissesses, até poderíamos considerar que foi por opção, Ester.
O que queremos é ver imagens e saber coisas !
E esta tua postagem é muito rica nisso tudo.

E de Veneza para onde foram ? ( Ou chegaram vindos de onde ? ).

Um beijo e duplos parabéns ( pela postagem e pelo Cruzeiro ).

Sofá Amarelo disse...

Agora que se fala tanto de Itália por causa do fatídico sismo, convém lembrar como Itália é bela. Tu consegue-lo neste post, muito completo, sugestivo e apelativo, fiquei com vontade de visitar todos esses lugares. Parabéns pelo post, muito organizado e informativo, além das imagens estarem perfeitas. beijinhoooo

Graça Pires disse...

Fantásticas imagens de Veneza onde sempre vale a pena voltar.
Uma boa semana.
Beijos.

A Casa Madeira disse...

Nossa está bom bem claro li tudinho...
As imagens falam por si só, gostei das dicas.
Dá para viajar em casa k. A pizza é bem barata mesmo né?
O bom do viajar é isso essa sensação que nos mostra nas imagens
cultura, conhecimento, gastronomia...

Graças por aqui o inverno está indo embora... mas setembro é sempre com
muita chuva e humidade; as vezes penso... tem que ter saude para morar no Sul.
Sei bem o que é 8 ou 80.
Mas as vezes temos as quatro estações do ano em um único dia k.
Abraços.
janicce.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, grande e linda Veneza, excelente publicação.
Boa semana,
AG

Rafaela Gomes Correa disse...

Belíssimas imagens! Dá vontade de voltar sempre.... Beijos, dos brasileiros, Rafaela e Marcio.

Manuel Luis disse...

Fica sempre bem este relato das tuas viagens.
Bjs

ANNA disse...

Te dejo mi blog de poesia por si deseas visitarlo.

‌Me gusta mucho el tuyo


http://anna-historias.blogspot.com.es/2016/09/muerte.html?m=1

Os olhares da Gracinha! disse...

Olhares magníficos que convidam a conhecer essa belíssima cidade!
Bj