domingo, 25 de novembro de 2012

LEIRIA REVISITADA POR MIM


Continuando o meu passeio por LEIRIA encontrei as ESCADAS DE ARTUR LOBO DE CAMPOS

Artur Lobo de Campos, oficial do exército, natural de Leiria, escreveria sobre aquele seu conterrâneo, nomeadamente em A poesia de Affonso Lopes Vieira (1922).


Retiro a seguinte mensagem de Afonso Lopes Vieira ao amigo, datada de 10 de Junho de 1911: "Recebida e estimada a sua epístola. Temos passado dias deliciosos, fazendo um mundozinho na solidão, e nem o tempo (q. já mudou) conseguiu prender-nos ou aborrecer-nos. Escrevo-lhe ao serão, depois d'um dia de larga excursão em carro de bois. O R. L. tem gostado imenso, assim como a Senhora, q. é uma excursionista admirável, andando léguas sem cansaço. E prontos para esta vida de Pinhal e de Varanda, com a melhor disposição. São encantadores. Vamos no dia 14 pª as Cortes e no dia 18 devemos estar em Lisboa, indo nós talvez pª Sintra, se a Câmara me deixar".



Imagens do CASTELO DE LEIRIA tanto de dia como de noite

É uma das “glórias” de Leiria referidas por Afonso Lopes Vieira, e um dos locais sempre revisitados
por Acácio de Paiva nas suas vistas a Leiria, celebrado igualmente nos seus poemas.
Monumento Nacional e ex-libris da cidade por excelência, é um dos locais “obrigatórios”
de visita para quem quer conhecer a história e a alma de Leiria.
O morro onde se situa o Castelo de Leiria, bem como o seu território, foi conquistado aos muçulmanos,
no segundo quartel do século XII, por D. Afonso Henriques. Assim, a História de Leiria
propriamente dita teve início em 1135. Erguido sobre um penhasco dolerítico,
o castelo concentrou funções militares defensivas, de administração religiosa e de núcleo habitacional.



A Sé de Leiria foi construída em 1559, ao tempo do segundo bispo de Leiria,
D. Frei Gaspar do Casal, e sob a responsabilidade do Arquiteto Afonso Álvares.
As obras ficaram concluídas em 1574, ano em que nasceu o
Poeta Francisco Rodrigues Lobo. Apresentando uma arquitetura algo severa,
de estilo maneirista e barroco, este imponente templo filia-se
nas igrejas-de-salão como as sés de Portalegre e Miranda do Douro.
A personagem de Eça de Queiroz, o Padre Amaro era o seu pároco
e queixava-se do seu estilo frio e jesuítico.
O Poeta Acácio de Paiva foi aqui batizado, brincou quando criança
no adro e celebrou na Sé o seu casamento com D. Constança Correia.



um edifício de esquina onde se vê escrita a palavra Farmácia, no modo antigo
e
uma das ruelas do centro histórico, bem iluminada na noite que lá passei


17 comentários:

Catarina disse...

Outra reportagem muito informativa.
Bjos

Jorge disse...

Conheço bem Leiria. É uma cidade muito interessante!
Abrçs

Maria Rodrigues disse...

Bela reportagem, excelentes fotografias.
Beijinhos
Maria

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Uma boa reportagem.
Leiria é bonita durante o dia mas as noites também são cheias de vida.
É uma cidade onde ainda se pode passear sem medo dos assaltantes ou marginais.
Aos fins de semana as ruas são mais movimentadas e tem havido saraus musicais e outras actividades.

Lilá(s) disse...

Muito boas estas reportagens amiga!
Bjs

Rui Pascoal disse...

"Dentro de ti ó Leiria vive uma moira encantada".
Só uma, pergunto eu?
:)

Bonitas fotos, bela reportagem!

O Profeta disse...

Já não posso dar-te a mão, cheguei tarde
Entre ruinas procuro o sentido, a razão
Já não canto aos deuses, não rezo
Já esqueci o sabor do desprezo, não desprezo

Tracei um círculo de solidão
Ausente do meu nome está o chamamento
Jazem mudas as folhas de silêncio
Errantes brumas ao sabor do vento

Percorri um longo e tortuoso caminho
Moro numa casa da memória no topo da saudade
Prodígios de mil cores espalhei pelo caminho
Pintei almas, mentiras, girassóis e singelas verdades




Boa semana


Doce beijo

gota de vidro disse...

Aqui sempre se aprende e sempre encontra cultura a par de belas fotos que acompanham o texto.

Gostei muito

Parabéns

Bjitos da Gota

BRANCAMAR disse...

Conheço muito bem todos estes sítios e até e Pharmacia, :) e a ruela estreita penso que é uma das perpendicularidades à rua onde murou a minha filha durante um ano. Ela murou numa das ruas mais marcantes da cidade, conhecida como a Rua Direita, mas toponícamente chamada de Rua Barão de Viamonte, que vai da Sé até ao Terreiro onde fica a Biblioteca, atravessando toda a cidade, com várias saídas para a Praça Rodrigues Lobo. À noite estas ruas da zona Histórica são muito movimentadas, sobretudo na 6ª Feira e Sábado, bares, restaurantes e vários sítios onde sobretudo os jovens dos Institutos Superiores Politécnicos dão vida à cidade e transformam esta zona numa festa. São as noites da "boémia".

Belas fotografias tu fizeste.

Beijinhos.
Branca

. intemporal . disse...

.

.

. boa noite túlipa . boa noite . E . :) .

.

. venho agradecer.Lhe a Sua visita neste dia tão importante para mim . neste dia em que o intemporal faz anos . quatro anos . o qual . e sendo um blogue de dentro para fora é um blogue construído de raiz com o coração . desde o primeiro dia da sua existência . logo . é o blogue da minha vida . :) .

.

. muito obrigado . res.guardo e res.guardarei sempre o seu gesto . e a sua humildade . que muito enalteço e que muito valorizo . por.que com ambos . desanuviou.se algum desânimo que senti há algum tempo atrás em relação a si e em relação à nossa amizade . que se vinha construindo . desânimo esse que por ora não interessa nada . mas para que não fique pensativa . teve a ver com um comentário que eu deixei no blogue "Oriente vs Ocidente" . o qual . garanto . não foi mal intencionado . antes e quase . uma brincadeira minha . como que . a "meter.me conSigo" . :) . e a túlipa não o aceitou bem . respondendo em público de uma forma que também não me caiu bem . tinha a ver com a sua estada em bangkok e com o facto de não ter podido visitar o Grande Palace . por isso . "meti.me consigo" . e não tinha intenção de a magoar . esta é a verdade . e por isso e em público também digo.lhe tudo isto aqui . para que não restem quais.quer dúvidas e/ou mal entendidos .

.

. todos somos humanos . e eu . por vezes . também sou pouco tolerante . dependendo dos dias . do estado de espírito . en.fim . de tantíssima coisa .

.

. [.assunto arrumado.] .

.

.

. relativa.mente a Leiria . é lá que mora o meu melhor amigo . o amigo da minha vida . fiel e verdadeiro . sendo ele também o fotógrafo de 99,9% das fotografias que publico nos meus blogues . quer no . intemporal . quer nos . terraços esparsos . por isso . e apesar de não ir a Leiria há muito tempo . pelas fotografias que tenho vindo a publicar . ouso dizer que a conheço muito bem . e agora . com as suas publicações . aqui neste seu blogue . fico a conhecê.la ainda melhor . :) . é claro que fico .

.

. deixo.Lhe um beijo amigo . com a promessa de que voltarei a visitar/comentar os seus espaços . com maior vontade e assiduidade . assiduidade essa . sempre condicionada pela fatigante vida profissional que me absorve grande parte ou até quase a totalidade do meu tempo . mas . com boa vontade . terei tempo para a visitar . é claro que sim .

.

.

Manuel Luis disse...

Ha muitos anos que não vou a Leiria. Gosto dessa cidade e das pessoas. Gosto das tuas fotos, estão a ficar mais estreladas.
Obrigado amiguinha!
Bj

O Profeta disse...

Inventei a ironia numa toada de vento
Roubei as asas a uma gaivota azul
Colei-lhes um poema cheio de penas
E enviei-o para uma tonta do sul

Inventei um mar numa bola de sabão
Roubei uma corda forte e boa
Atei um rol de mágoa à mesma
E afoguei-as nas águas de uma lagoa

Bom fim de semana


Doce beijo

Sofá Amarelo disse...

Gosto de Leiria e tu conseguiste despertar-me saudades com estas fotos. Há uns anos Leiria era importante para mim, fui lá diversas vezes e por vários motivos, está na hora de lá voltar. Obrigado!

Maria Luisa Adães disse...

A encontrei em "intemporal" e gostei da forma como lhe escreveu às belezas que ele canta e domina.

E ao ver suas fotos chego à eterna conclusão que Portugal é muito belo
com recantos desconhecidos numa história tão antiga e nos descobrimentos de um "mundo novo"onde fomos os maiores, junto com os lusíadas no Renascimento.

Gostei de a encontrar!

Maria luísa

Dulce disse...

belas fotos acompanhadas e optimos e exclarecedores textos, pode ser que um dia destes tenhamos um encontro fotografico em LEIRIA :) BJS.

Zé Povinho disse...

Feliz Natal com muita saúde.
Abraço do Zé

Elisa T. Campos disse...

Querida Tulipa

Obrigada por me mostrar sempre a história do seu país. Sempre ouço falar de Leiria, E as fotos são interessantes.

Um lindo dia para você.
bjs