segunda-feira, 12 de julho de 2010

PASSEIO PELO RIO SADO - OUTÃO

E continuava o passeio no Rio Sado.
Nesta imagem passamos ao largo do PARQUE DE CAMPISMO DO OUTÃO:
O parque do Outão encontra-se a 3km de Setúbal, mesmo encostado à praia. Do outro lado do rio, avistamos a península de Tróia, muito conhecida pelo extenso e branco areal da sua praia. Aqui é possível visitar a Serra da Arrábida, Convento das Freiras de Jesus em Setúbal, a Igreja de S. Julião e o Portinho da Arrábida (7km).
Estrada da Figueirinha - Outão
2900-182 SETÚBAL
Distrito: Setúbal - Concelho: Setúbal - Freguesia: Nossa Senhora da Anunciada
Aqui aproximamo-nos do FORTE DE SANTIAGO DO OUTÃO:
O Forte de Santiago do Outão ou Forte do Outão, localiza-se na barra norte do rio Sado, no Distrito de Setúbal, em Portugal. Integrou, no passado, a linha defensiva do trecho do litoral denominado hoje, em termos de turismo, como Costa Azul, e que, no século XVII, se estendia de Albarquel a Sesimbra, complementando a defesa da importante povoação marítima de Setúbal.
No âmbito da completa remodelação da estratégia defensiva do reino implementada sob o reinado de
D. João IV (1640-56), compreendida na defesa da barra de Setúbal, foram-lhe iniciadas novas e amplas obras de modernização e reforço. Para esse fim, lançou-se a pedra fundamental a 30 de julho de 1643, conforme placa epigráfica sobre a porta da Casa da Guarda, no trecho de muralha do lado do mar.


As instalações do antigo forte abrigam ainda o FAROL DO OUTÃO.
Farol do Outão é um
farol português que se localiza no Forte de Santiago do Outão, na margem direita do rio Sado, Setúbal.
Trata-se de uma torre hexagonal com lanterna e duplo varandim. Parte da torre pintada de branco, com a parte superior em pedra; lanterna vermelha. Construída no cimo de um velho forte.
Característica da luz: quatro segundos ligada e dois segundos desligada


Diante das virtudes naturais daquela vertente da serra da Arrábida (insolação, maritimidade, pequena amplitude térmica anual), apropriadas à cura hélio-marítima como compreendido à época, por iniciativa da benemérita rainha, procedeu-se à adaptação da real residência de veraneio para sanatório, quando foram erguidas instalações hospitalares no lugar das antigas casamatas (1900). Iniciavam-se as operações do Sanatório Marítimo do Outão, voltado para o atendimento das tuberculoses óssea e ganglionar. Provisoriamente recebeu crianças do sexo feminino, sendo o atendimento ampliado a crianças do sexo masculino e, posteriormente ainda, a mulheres.
A partir de
1909, o Sanatório foi convertido em Hospital Ortopédico, função que conserva até aos nossos dias (Hospital Ortopédico Sant’Iago Outão).
Durante toda a
década de 1950 foram procedidas intervenções de consolidação, restauro e beneficiação das instalações do Sanatório por parte da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais (DGEMN), o que se repetiu em 1986 e 1991. No período de 1996-1997 o mesmo órgão atendeu às dependências da antiga Capela, que data da segunda metade do século XVII, em particular procedendo à recuperação do seu revestimento de azulejos.

Conheço este Hospital como a palma da minha mão, andei anos a caminhar para lá em consultas de Ortopedia, e faz agora em Agosto, 12 anos que estive lá internada durante 8 dias a fazer tracção-pélvica para tratar uma das piores crises de ciática que tive na minha vida.
Ia quase sempre à Capela fazer as minhas orações e muitas vezes para procurar o silêncio, a frescura e o sossego para a minha alma, aproveitava para apreciar os maravilhosos azulejos.
Todas as fotos são minhas e sujeitas a direitos de autor.

15 comentários:

tulipa disse...

Se clicar na última imagem (tamanho médio)pode ver as enormes varandas do Hospital, com as portas para as enfermarias, onde eu estive internada.

Pode-se ver também a "praia privada" do Hospital, um areal aceitável, com escadas de acesso.

Lídia Borges disse...

Gostei de ver e de ler, mas algumas recordações têm um sabor amargo. A minha mãe, esteve internada nesse sanatório, durante dois anos, onde foi operada à coluna. Foi há muito tempo, mas há coisas que ficam para sempre.

Um beijo

Luís Coelho disse...

As fotografias são boas e toda a visita está bem organizada.
Parabéns pelo trabalho e ainda pela partilha.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Tulipa, como sempre belas fotografias...Espectacular....
Beijos

Roberto Machado Alves disse...

Navegando pela web, acabei chegando até ao seu blog. Por coincidência, ou não, no final do mês farei a minha primeira viagem a Portugal. Sou brasileiro, neto de português e estou super feliz com essa viagem. Parabéns pelas belas fotos e pelo ótimo texto.

Um abraço
Roberto
http://clicksderoberto.blogspot.com
http://riodejaneiropictures.blogspot.com

Zé Povinho disse...

Bonitas fotos e uma boa referência à Arrábida que é bem linda.
Abraço do Zé

Sofá Amarelo disse...

Também andei por lá há poucos dias em busca de golfinhos... é uma dádiva viver perto destes locais mágicos!

Vieira Calado disse...

Obrigado pela sugestão ao Concurso.

Mas não tenho nada meu...

Bijinhosss

Daniel Aladiah disse...

Querida Tulipa
Um auntêntico livro de viagens.
Um beijo
Daniel

Lilá(s) disse...

Em tempos já fiz esse passeio, a reportagem está óptima.
Bjs

Maria Valadas disse...

Querida Tulipa,
Uma delícia para o olhar atravéz dos teus olhos que captaram tão lindas imagens. Com o acréscimo da narrativa, em que não esqueces nada, dando assim a qualquer visitante, uma maior facilidade na sua orien~tação, pelos lugares mencionados.

Sabes que da janela do meu escritório e algumas divisões da casa... abarco a Serra da Arrábida,
uma visão que me acalma os sentidos.

PS: Minha amiga, quanto ao facebook, envia-me e.mail a mencionar as dificuldades que tens... eu, ajudar-te-ei com mt prazer.

Bom fim de semana.

Beijinhos.

Maria

Maria Valadas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Dulce B. disse...

obrigada pelo convite, mas n tenho fotos do Algarve, mts parabens pelo belo conjunto de fotografias e interessantes textos que aqui tens, bjitos.

elvira carvalho disse...

As suas fotos como sempre são muito bonitas. Mas o que me preocupou e me fez vira até aqui, foi a noticia de que tinha estado internada. Espero e desejo que não tenha sido nada de grave e que já esteja recuperada.
Um abraço e votos de total recuperação.

viajandonomundo disse...

Olá Tulipa,
Fiquei muito grato por sua visita e que tenha gostado do meu artigo de Setúbal. Resolvi também visitar sua foto-reportagem e também achei muito interessante, ótimas fotos. Incluí o seu blog nos links indicados do meu blog "Viajando no Mundo" e espero que a gente possa manter uma amizade.