domingo, 6 de maio de 2012

DE DOHA PARA BANGKOK


Foi neste avião da QATAR AIRWAYS que fiz a viagem de DOHA para BANGKOK
fui para a porta 7 - gate 7 - e o vôo QR 612 era às 20h 55m - no dia 12 de Abril
Cheguei a Bangkok dia 13 - 6ª feira, pelas 7h 50m
vi-me sozinha naquele enorme aeroporto - após recolher a minha bagagem a primeira preocupação, foi procurar um balcão de troca de moeda e lá fiz o meu 1º contacto com os "baths" a moeda tailandesa. Foram muito simpáticas as senhoras deram-me uma carteirinha plástica apropriada para eu colocar as notas, novinhas em folha.
Depois foi...sair e ver quem me esperava:
o "Guia" um moço novo de sorriso largo, aberto e contagiante.
Lá fui, com ele e um chauffer, directamente para o Hotel.
No percurso o "guia" no seu possível inglês lá me foi explicando algumas coisas e disse para eu o chamar de LEK - era o diminutivo do seu nome que era enorme...!




à chegada ao Hotel deram-me esta bandeja com um sorriso de boas vindas! o que tinha na bandeja:
2 copos com um líquido - 2 toalhinhas perfumadas para eu me refrescar e uma folha de orquídea - partilhei as toalhinhas e a bebida com o guia, mas...perguntei-lhe que bebida era aquela; ele no seu sorriso largo disse: ok, vou testar primeiro e disse ser um refresco de limonada.



BANGKOK não é uma cidade para ser vista com pressa.

Por isso, quando inicialmente procurava um PROGRAMA DE VIAGEM, queria ter a oportunidade de ficar 4 dias inteiros na capital, ou 5, no máximo, eu sabia que haveria muito que ver e sempre com calma.

Há conselhos de pessoas entendidas que dizem o seguinte:

Se seus planos de estada na cidade contemplarem 3 dias, leve em conta que não apenas as inúmeras atrações da cidade, mas sobretudo seu trânsito, pedem ao menos mais um ou dois dias. O trânsito - assim como o tempo gasto nos deslocamentos para conhecer suas inúmeras atrações - ampliam em 20% a quantidade de dias que você imagina permanecer na cidade.

O calor e o tráfego combinados também resultam na necessidade de ao menos dois dias a mais somados aos seus planos para conhecer Bangkok, caso pretenda explorar todo seu potencial, independentemente de seu preparo físico e de sua faixa etária.

A combinação trânsito-calor exausta qualquer viajante e obriga a que o seu dia seja menor do que naturalmente estima-se. Quer um conselho? Reduza em duas a três horas o seu dia de passeios e empregue-as em massagem, piscina e descanso. Você descobrirá que essas são necessidades básicas de um turista em Bangkok, tanto quanto comer, dormir e circular por qualquer outra cidade do mundo.




uma das primeiras coisas que me chamou a atenção quando saí para a rua foram as cabines telefónicas - o máximo - no seu formato e cor bem viva - vermelhas!

SOBRE O QUE REPASSEI EM CIMA digo:

ESTOU TOTALMENTE DE ACORDO – EU SENTI ISSO na pele – não pelo trânsito porque andei a pé, mas o imenso calor que fazia pôs-me exausta – ou seja, no 1º dia, chegada de vários vôos seguidos e com a diferença de fusos horários, eu nem sei como me aguentei…

É ISSO – cheguei às 9h ao Hotel e o “Guia” pediu na recepção para tentarem dar-me um quarto o mais rápido possível, pois eu vinha de muito longe e ficou prometido que pelas 11h da manhã eu teria o quarto pronto e foi assim mesmo – uma excelente pontualidade britânica.

Como era cedo e não estava ninguém no computador, eu aproveitei e fui para a net escrever para Portugal e informar que tinha chegado bem, tendo primeiro perguntado se o acesso à net era grátis e até era…como a diferença horária é de 6 horas mais tarde na Tailândia, às 9h da manhã eram 3h da madrugada em Portugal, todos dormiam.

Estava eu entretida no computador, quando o Sr. da recepção se aproxima e dá-me a chave do quarto, eram precisamente 11h – fui desmanchar a mala, refrescar-me, mudar de roupa e pelas 12h 30m fui para a rua, à descoberta, sem ter feito nenhum descanso…
Lógico que, pelas 16h 30m regressei ao hotel, completamente “rota”…pés inchados do calor e deitei-me a dormir – tive que fazer um descanso, era impossível continuar, eu estava a fazer uma “directa” e já não tenho idade para essas loucuras.


10 comentários:

rosa-branca disse...

Olá amiga, embora muito cansativo mas o desejo de ver, olhar, conhecer é maior que tudo. As cabines telefónicas realmente são o máximo. Aproveite ao máximo, que tudo corra bem e depois mostre-nos essas belezas que visitou. Beijos com carinho

Sonhadora disse...

Feliz dia das Mães

As mães são ruas para a eternidade...mesmo depois da morte do corpo vão continuar no coração de quem as amou...na memória de todos os momentos de ternura...uma doce presença e um suave colo para quem tem a sorte de as ter e uma eterna saudade das que já partiram, mas que viverão para sempre em nós.

Um beijinho carinhoso
Sonhadora

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA disse...

Estimada Amiga Ester Afonso,
Fico contente em saber que chegou bem e foi recebida como sempre nesse belo país dos sorrisos.
Muitos dos hoteis assim procedem à chegada de seus clientes.
Fui no mês de mais calor Abril, as cabines telefónicas são assim nessa zona, China Town, no resto da cidade são bem diferentes.
Ainda não nos contou onde foi o seu passeio, estava nua zona lindissima e muito havia para ver.
Adorei vê-la fazendo reflexologia eu faço muitas vezes, mas não num aquário assim tão grande.
Ainda é uma jovem comprada comigo e eu farto-me de andar pelas avenidas de Bangkok, principalmente nos modernos e maravilhosos Centros comerciais.
Cá fico aguardando nosso capítulos de sua memorável viagem.
Abraço amigo

looking4good disse...

Isto sim ... é que é passear e conhecer! Cabinas telefónicas "cool" e vermelhinhas é claro! Espero novos "posts" com certeza com algumas fotografias daquelas dignas de exposição ehhehehe. Uma boa semana cheia de sorrisos, flores e poesia :)

Nilson Barcelli disse...

Mais uma bela reportagem.
Gostei de ler e de ver.
Querida amiga, tem uma boa semana.
Beijo.

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Primeiro, acho que tu és uma valente e uma mulher que não desanima perante os obstáculos...
As fotos dão-nos uma pequena ideia como a cidade deve ser bonita e penso que tu sabes organizar bem o teu tempo.
Só agora venho aqui porque fiz uma pausa- precisava de descansar mesmo e encontrar-me com o...silêncio!
Estou de volta ao convívio dos amigos.
Beijocas e uma semana de sucesso.
Graça

Zé Povinho disse...

Aproveitei a boleia e lá vou eu seguir esta viagem olhando por cima do ombro da "guia".
Abraço do Zé

Sofá Amarelo disse...

Excelente reportagem ao nível de um bom jornalista - fazer descrições através da escrita não é fácil mas tu conseguiste transmitir o que se passou e quase que nos sentimos lá quando lemos.

Obrigado. Muito bem escrito e descrito.

beijinhoooooo

Manuel Luis disse...

Um mundo diferente. Fico com saudade, senti que viajei contigo.

Sofá Amarelo disse...

Parece um avião de brincar, de partida para uma viagem de aventura... é bom recordar os velhos e bons tempos!