quarta-feira, 16 de maio de 2012

RITUAIS DE ANO NOVO



Podia começar este post assim: indo eu, indo eu...a caminho de...é bem verdade, ia muito compenetrada na minha viagem de reconhecimento da zona e, sem destino, quando numa esquina me deparo com estas cenas...O meu amigo António Cambeta já me tinha avisado que tivesse cuidado com a água, pois ia nos piores dias desses festejos - que começam dia 13 de Abril e era precisamente dia 13 de Abril.
Nada nem ninguém escapa!

O Songkran (em tailandês: สงกรานต์ Songkran,
o sânscrito "passar ou mover-se para"),
também chamado de Ano-Novo Tailandês começa
oficialmente a ser celebrado no primeiro dia
da quinta lua crescente e dura três dias
- geralmente de 13 a 15 de abril.




Gostei de ver o "Espírito" da brincadeira - tanto os molham como são solidárias e ainda lhes encheram todos os baldes que eles traziam no tuk-tuk e que já estavam vazios, pudera!
Estive à vontade uns 15 minutos a observar e fazer imensas fotos destas raparigas, que estavam completamente ensopadas e continuavam naquele ritual - também com o calor que fazia, apetecia mesmo estar assim.



só que...
de repente, uma delas vira-se, vê-me e sou descoberta.
Estou "frita" - penso eu!
Lá veio ela com um balde cheio de água para me molhar, só que, devo ter feito uma cara tão...triste. tão aflitiva que ela teve dó de mim,
eu só lhe pedia:
NO...NO...please! e mostrava-lhe a minha máquina fotográfica.
Lá nos entendemos e ela desistiu de me molhar, mas tive que pagar um preço neste contrato - ela foi buscar um boião de tinta e fez-me sinal que me ia pintar a cara e eu ACEDI, só podia...
ela tinha sido compreensiva e eu também gosto de participar nos rituais de cada cidade - só não podia molhar a minha máquina.
Ficamos ambas contentes, ela lá foi toda feliz por me ter pintado a cara.
Lá diz o ditado: em Roma, sê romano!
Ali, em Bangkok tinha que ser tailandesa, nem mais...


11 comentários:

Jorge disse...

Bom conhecer esses hábitos. Conhecer também é viajar!

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA disse...

Estimada Amiga e Ilustre fotografa Ester Afonso,
Adorei a reportagem, eu bem tinha avisado, mas afinal essas moças foram bem compreensivas, não foi tinta que lhe colocaram na cara, mas sim um pó branco de jasmim misturado com a água, é um ritual normal, e mandam até para as viaturas, a minha passado os festejos teve que tomar um valente banho rsrsr.
A Tailândia é assim, cá fico à espera dos novos capitulos de sua interessante história da viagem ao Reino do Sião.
Abraço amigo
Ps.- Hoje vou até Taiwan passar uns dias.

Ailime disse...

Olá amiga Túlipa,
Muito interessante essa sua Viagem.
Aproveito e vou viajando através dos seus relatos e excelentes fotos.
Apesar de tudo até usaram tons suaves:)!
Muito obrigada pela sua partilha.
Beijinhos,
Ailime

poetaeusou . . . disse...

*
e,
á sombra de uma TULIPA,
participei e (apreendi),
a essência da cultura !
,
culturais conchinhas,
ficam,
*

Sonhadora disse...

Minha querida

Continuo viajando "à boleia" das tuas imagens e palavras, e arranjaste um bom cicerone e um amigo querido.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Jose Torres disse...

Pena que com esse calor não atirassem cerveja.
Talvez o mal do impacto da garrafa (melhor for em lata!!!), fosse amortizado pelo prazer de beber.
Lembrei-me do maluco que estava a dar marteladas na cabeça.
Um parceiro dele, (maluco também) perguntou-lhe:
- Isso não faz doer?
- Lá doer dói, mas quando páro sinto um alívio!!!
Então um bom fim de semana cheio de coisas frescas.
Cumprimentos do mesmo de sempre.

Nilson Barcelli disse...

Do mal o menos... sempre foi preferível ficar com a cara pintada do que toda molhada...
Belas fotos.
Querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Sofá Amarelo disse...

A moda pode pegar por cá, mas já agora só no Verão, hehhe - mas apanhaste bem as situações pois não deve ser fácil fotografar estes momentos!

Manuel Luis disse...

Para a próxima leva material á prova de água. Naquele clima, sabe bem a água e ela é insuficiente para ser desperdiçada.

Ser humano disse...

Prima, pelo menos elas ficaram com a certeza que irias ter de usar a água de um jeito ou de outro. ahahahahah. Gostei.

Sofá Amarelo disse...

Rituais de Ano Novo que podem ser rituais de todos os dias e de todos os anos, como fica provado a intemporalidade do teu post e das tuas fotos...