sábado, 19 de maio de 2012

SONGKRAN DAY - NOVO ANO TAILANDÊS


Na recepção do Hotel onde fiquei no 1º dia que cheguei a Bangkok - 13 de Abril - tinha esta explicação do que representa o SONGKRAN DAY - NOVO ANO TAILANDÊS





quando ia passeando na rua do hotel vislumbrei estas imagens e apercebi-me que ali bem perto havia um TEMPLO bem bonito, daqueles que eu via nas fotos, nas pesquisas sobre a Tailândia - e, ali estava mesmo à mão, pertinho da rua do hotel, em China Town.


Caminhar confortavelmente é uma arte - nesta minha estadia de apenas 2 dias em Bangkok quis experimentar “caminhar” por minha conta e risco;

assim o fiz, mas sempre ao meu ritmo, para que conseguisse andar mais tempo, sem forçar nada.

Usei sapatos confortáveis – mãos libertas daí que a mochila dá muito jeito nestas situações – ter cuidado com o peso: quanto mais leve, melhor.

Liguei todos os botões dos meus sentidos:

visão, olfato, tato, audição e paladar.

Caminhei sempre atenta ao mundo à minha volta.

Sentir o ato de caminhar e deixar a mente livre de outros pensamentos e concentrei-me no caminho e na caminhada.

Chapéu, protetor solar e bom humor. Estava de férias!

Sempre que ando sozinha numa cidade, faço por programar o meu dia a dia, com ideias de itinerários, só que, desta vez eu sabia que pouco havia para programar, eu iria estar apenas de passagem, daí que pensei:

o que conseguir ver, vejo – o resto fica para uma próxima vez.


Porque, quando vamos através de pacotes comprados nas agências de

viagens, não dá para fazermos aquilo que queremos e gostamos – esta

minha 1ª estadia em Bangkok foi a abertura de portas para uma outra

visita à cidade, mas…sem pacotes adquiridos em agências,

isso eu garanto – hei-de ver o que quero

e ficar lá o tempo que desejar e me apetecer.

As visitas que fiz foram sempre cronometradas com o guia à espera de eu fazer mais 1 ou 2 fotos, não gosto disso.

a tabuleta não engana:

WAT TRAIMIT


6 comentários:

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA disse...

Estimada Amiga e Ilustre Fotografa Ester Afonso,
Pelo que posso deduzir foi visitar o templo.
Esse templo tem um linda história, conheço o local e o visitei por várias vezes.
Como lhe tinha informado a melhor maneira para visitar a Tailândia é ir sózinhasem programas de viagens, pois ficou imenso por ver em Bangkok.
Abaço amigo

Sofá Amarelo disse...

Mais uma 'visita' com que nos privilegias ao ponto de parecer que já lá estivemos. Se um dia eu for lá - é pouco provável por causa dos problemas financeiros - já vou bastante informado e será mais fácil e seguro fazer a viagem.

Obrigado. Um beijinhooooo

Daniel Aladiah disse...

Querida Tulipa

Conhecer andando... e a nossa energia faz o resto, atraindo ou repelindo.
Beijo
Daniel

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga hoje fez-me voltar atrás no tempo. Há alguns anos fui com o meu marido à Tailãndia, adorei conhecer o país, fiquei apenas com pena de não ter tido tempo para depois do circuito poder ir dar um saltinho até às praias.
Bom restinho de domingo
Beijinhos
Maria

Manuel Luis disse...

Com esse texto bem redigido, da para entender o teu prazer de desfrutar desses contrastes tão diferentes dos nossos.
Também concordo, normalmente vou aos postos de turismo pedir as agendas.
Bj

Ser humano disse...

Esse é o tipo de viagem que gosto. Sem programas, sem pressas. Ir onde tenho vontade. Descoberta total. Adorei as Fotos.